Imprimir

Notícias

04/12/2020 | 00h00m - Publicado por: OFuxico | Foto: Reprodução/Instagram

Rainha Elizabeth II vai mudar a tradição de Natal neste ano

Jornal revela os planos da Rainha Elizabeth II para as festas de fim de ano

Rainha Elizabeth II vai mudar a tradição de Natal neste ano - Reprodução/Instagram

O Natal da Rainha Elizabeth II e o Príncipe Philip também será diferente este ano. Segundo o jornal Daily Mail eles vão passar as festas no Castelo de Windsor, em vez de Sandringham Estate, em Norfolk, para ficarem seguros em meio à pandemia de coronavírus em curso. A notícia foi confirmada por um porta-voz do Palácio de Buckingham na terça-feira (1). 

"Tendo considerado todos os conselhos apropriados, a Rainha e o Duque de Edimburgo decidiram que este ano eles passarão o Natal tranquilamente em Windsor", justificou. 

A monarca de 94 anos, e seu marido de 99, estão se isolando no Castelo de Windsor desde o primeiro lockdown na Inglaterra. Tradicionalmente a rainha celebra o Natal em Sandringham com o resto da família real, onde participam de muitas tradições, incluindo a caminhada anual para a igreja na manhã de Natal. A família também cancelou sua festa de Natal habitual no Palácio de Buckingham. 

A rainha ainda deve fazer seu discurso anual, no qual ela deve refletir sobre o ano difícil. O discurso, gravado no início da semana, costuma ser transmitido às 15h. no dia de Natal. 

O resto da família real ainda não anunciou seus planos para a temporada de férias. O príncipe Harry e Meghan Markle farão seu primeiro Natal em Montecito, Califórnia, com a mãe da ex-atriz, Doria Ragland. 

O irmão de Harry, o príncipe William, e a esposa, a duquesa Kate, alternarão entre celebrar com a rainha e o príncipe Philip e com a família de Kate. 

Príncipe Harry diz que o exército mudou sua vida
Pedido de Príncipe Harry foi ignorado pela família real
Duques de Sussex vão passar Ação de Graças em família

Mal-estar

 

O acordo com a Netflix assinado por Meghan Markle e o príncipe Harry se mostrou crucial durante o chamado 'Megxit' (saída dos duques de Sussex como membros-senior da realeza). De acordo com um expert real a decisão deles de assinarem com a plataforma supostamente incomodou bastante a rainha Elizabeth II. 

Segundo o jornal The Mirror, a monarca inglesa teme que a decisão deles de trabalharem com a plataforma de streaming americana vai falar ainda mais sobre sua nova vida. 

Em março próximo, membros da realeza vão se juntar para revisar os termos desse acordo que foi feito em janeiro. 

A rainha, o príncipe Charles e o príncipe William vão ver a situação mais de um ano depois do chocante anúncio do casal, e o acordo com a Netflix que supostamente vale R$ 798 milhões também deve ser debatido. 

O comentarista da realeza, Richard Fitzwilliams, disse ao jornal Express que acredita que esse milionário contrato torne as coisas ainda mais difíceis para o casal. 

"Harry e Meghan vai lançar sua fundação sem fins lucrativos, Archewell, assim que a pandemia permitir. Eles são financeiramente independentes agora, e pretendem se envolver nesse planejamento de seu acordo com a Netflix. Vão questionar o trabalho que eles planejam fazer, especialmente dado o retrato ruim que a série da Netflix, The Crown, pintou da família real em sua quarta temporada". 

Conversando sobre a revisão do acordo, uma fonte do palácio disse no começo desse ano: "A família real e os Sussex concordaram com uma revisão inicial de 12 meses para garantir que o arranjo funcione para todos". 

De acordo com fontes, o casal não consultou seus parentes antes de assinar com a Netflix.





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico