Imprimir

Notícias

21/11/2020 | 14h00m - Publicado por: Marcelo Mendes Barroso | Foto: Chico Audi

Relembre os principais empreendimentos de Gugu Liberato

Apresentador também foi um grande empreendedor

Relembre os principais empreendimentos de Gugu Liberato - Chico Audi

Neste um ano da morte do apresentador Augusto Liberato, muitas tem sido as homenagens a este grande nome da televisão brasileira. Ele foi destaque não só com seus programas, mas também foi um empreendedor de ‘mão cheia’.

Gugu empreendedor atuou em vários segmentos, desde exportação de sucos, parques de entretenimento, revistas, lojas, alimentação...

OFuxico lembra 12 dos seus principais negócios em que ele criou ou participou como sócio

1) Pré-empreendedor

Gugu, desde pequeno, já tinha faro para o empreendedorismo. Com 6 anos de idade, para conseguir algum dinheirinho, ele produzia perfumes caseiros para vender na vizinhança.

"Eu colhia rosas nos jardins das casas vizinhas e misturava as pétalas com álcool. Como não conseguia o aroma, colocava um pouco de um dos perfumes de sua mãe nos vidros”, disse ele ao jornal Folha de São Paulo.

Com 10 anos, se tornou um agenciador de coroinhas para a igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no bairro do Itaim Bibi, em São Paulo.

“Um dia, uma noiva me pediu seis coroinhas mulatinhos, que consegui na escola. Ela confeccionou as roupas e pagou aos meninos. Como não pude participar, por não ser mulato, ganhei as roupas de presente e decidi formar uma agência de coroinhas", revelou nessa mesma matéria na Folha.

2) Promoart

Criada nos anos 80, incialmente para agenciar a carreira do apresentador Gugu Liberato do Viva a Noite, a Promoart Promoções Artísticas se tornou uma agência de grandes sucessos da música popular na época.

Localizada em uma casa na rua Aurélia, no Alto da Lapa, em São Paulo, a empresa foi a responsável por criar e cuidar da carreira dos grupos Dominó (que surgiu na onda do sucesso da boy band Menudo), Polegar e Banana Split (formada só por garotas). Além disso, a produtora também cuidou de nomes como  cantor Marcelo Augusto, da dupla Jean & Marcos entre outros artistas.

3) GPM

A Gugu Produções e Merchandising foi criada por Gugu em sociedade com Sérgio Murad, o Beto Carrero. A empresa era responsável por negociar os espaços de merchandising que o apresentador tinha em seu programa Viva a Noite e, posteriormente, no Domingo Legal.

Mais tarde também passou a administrar algum dos empreendimentos de Augusto Liberato.

4) Suco de Banana

No final dos anos 80, Gugu criou a Dominó Comercio Internacional para exportação de alimentos e bebidas não alcoólicas. O principal produto era o suco de banana. Na verdade, a empresa comprava a pasta da fruta em Santa Catarina e enviava para a Grécia, onde era processada, engarrafada e comercializada.

O produto final recebia o nome de Banatropi e era vendido para o mercado português, estendendo-se posteriormente para França, Alemanha e Suíça.

5) Revistas

Gugu Liberato levou sua imagem para outras mídias. No início dos anos 90 lançou o gibi Revista do Gugu, tendo como perfil principal as crianças, lançado pela Editora Abril.

Revista do Gugu

Lançou também a revista Sabadão Sertanejo, pela editora Azul, aproveitando a febre da música sertaneja à época, além de associar com seu programa, apresentado no SBT.

Revista Sabadão Sertanejo

6) Parque do Gugu

Em 26 de junho de 1997, Gugu Liberato inaugurou o Parque do Gugu, o maior parque indoor da América Latina até então. Localizado no SP Market, em São Paulo, o empreendimento ocupava mais de 12 mil m², era totalmente coberto e climatizado, dando maior conforto aos seus visitantes. Tinha um teatro e áreas temáticas como uma calçada da fama. O primeiro a deixar sua marca lá foi Silvio Santos, que esteve presente no dia da inauguração.

Parque do Gugu

7) Fantasy Acqua Club

Localizado em Juquitiba, município que fica a 80 km da cidade de São Paulo, O Fantasy Acqua Club foi inaugurado em agosto de 1997 era um complexo aquático, que possuía uma grande piscina de ondas, toboáguas, chalés, lanchonetes, restaurantes e uma cidade cenográfica. Gugu teve Beto Carrero como sócio no empreendimento.

8) Lojas do Gugu

Nos anos 90, Gugu abriu a Lojas do Gugu. A primeira unidade funcionou na Rua Augusta, em São Paulo, e vendia diversos artigos como cds, relógios, eletrodomésticos, eletro eletrônicos, celulares, artigos infantis, bem como toda a linha de brinquedos licenciados com o nome do apresentador.

O empreendimento chegou a ter 20 lojas espalhadas pela capital paulista, além de uma filial na cidade de Blumenal, em Santa Catarina.

9) Fabbrica 5

Augusto Liberato gostava de diversificar seus negócios e inaugurou a casa noturna Fabbrica 5, no dia 23 de agosto de 2000, em parceria com o ator Miguel Falabella e o promoter Klau Ebone. O negócio foi montado em uma antiga fábrica no bairro paulista da Moóca e era dividido em vários ambientes, como videokê, pista de dança, pizzaria, salão de beleza e jogos eletrônicos.

Outra atração era um aquário humano com performances de sereias que dava para ser apreciado tanto dentro, como no lado externo da casa.

Uma novidade foi o programa Fabbrica 5, exibido pela TV Gazeta, onde mostrava entrevistas com personalidade e atrações do espaço.

Gugu e sócios do Fabbrica 5 na coletiva de lançamento

10) Posto Graal

Augusto Liberato adquiriu 25% da sociedade de um posto da Rede Graal, localizado nos primeiros quilômetros da Rodovia Castelo Branco, na Grande São Paulo. O lugar é um local com área de descanso, restaurante, lanchonete, loja de conveniência e abastecimento, claro.

Por muito tempo achou-se que Gugu era dono da rede, pois diziam que Graal queria dizer Grupo de Restaurantes Antonio Augusto Liberato. Na verdade, os verdadeiros donos são os irmãos portugueses Antônio e Manuel Alves.

11) Padaria Brasileira

Como um bom filho de portugueses, Gugu Liberato não poderia de deixar de ter uma padaria. Em janeiro de 2014 inaugurou uma franquia da Padaria Brasileira na Rua Augusta, quase esquina com a avenida Paulista, no coração de São Paulo. A franquia é famosa por sua coxinha cremosa

Gugu na Padaria Brasileira

12) Estúdios GGP

A GGP Produções foi criada no início de 2000, e concebida por Augusto Liberato para ser um polo de desenvolvimento audiovisual. Instalada em Barueri, na grande São Paulo, o empreendimento tem mais de 5.500 m² de área, com dois estúdios independentes, camarins, heliponto, cozinha e várias áreas de apoio à produção. Amplo estacionamento, com 120 vagas, segurança e monitoramento 24 horas.

Nos estúdios da produtora já foram gravados atrações como Escolinha do Barulho (Record), SBT Rural (SBT), Raízes do Campo, com Chitãozinho e Xororó (Record) e Domingo da Gente, com Netinho Paula (Record).

Gugu na produtora GGP

Visão aérea da GGP

#GuguVive: Família se emociona em coletiva

João Augusto sobre Gugu Liberato: ‘Sinto meu pai todos os dias’







Instagram

Instagram

OFuxico