Imprimir

Notícias

25/12/2020 | 07h00m - Publicado por: Flávia Almeida | Foto: Reprodução/Instagram

Renata Banhara recorda de Natal apenas com pastel sem recheio

Ativista não quer fazer planos para 2021

Renata Banhara recorda de Natal apenas com pastel sem recheio - Reprodução/Instagram

Mesmo com todas as dificuldades de 2020, Renata Banhara manteve firme seu trabalho voluntário no projeto Sentinela do Bem, que dá apoio às mulheres afetadas pela agressão, com o acolhimento humanizado nas Delegacias e Delegacias da Mulher. E contou à reportagem de OFuxico que foi um ano para esquecer.

“Senti falta de paz!  Foi um ano sem paz, foi um ano aflito, foi um ano sofrido, foi um ano que a gente perdeu muitas pessoas, que a gente chorou muito e foi um ano extremamente doloroso. Eu não quero me lembrar deste ano novamente”, disse.

Renata Banhara participa de evento Outubro Rosa no Morumbi 

Renata chama à atenção para as famílias que na noite de Natal não terão ceia destaca que o desemprego foi diretamente afetado nesta pandemia.

“Sabemos que não haverá ceia em muitos lares, infelizmente devido à questão financeira e desemprego. Muitas famílias estarão com a mesa bem simples ou até vazia, e por isso que eu reforço que o não poderá faltar é a fé e a união das pessoas que se amam. Pessoas que se amam acreditando que dentro dessa fé, dentro do divisor do pouco que teremos nessa ceia, e nesse momento, que a fé seja maior.

A ativista recordou com carinho de um Natal simples que teve na infância.

“Eu tinha uns seis anos, morava no interior e tinha uma vida simples. Lembro de um Natal em que a minha ceia foi simplesmente um pastelzinho sem recheio, que graças a minha vizinha que teve o ato de generosidade em fazê-los, porque não tínhamos nada em casa para comer. Eram bem pequenos e recheado de vento, mas fomos felizes”.

“Hoje eu posso dizer que já estive em ceias milionárias e que nenhuma foi tão feliz quanto aquele momento proporcionado por aquela vizinha. Foi emocionante e eu lembro que eu brincava na rua, corria com as crianças, depois, voltava e comia mais um pastelzinho. Então eu posso afirmar que a comida é de menos. Tem que ter amor ao próximo, união, querer bem, oração, fé e acreditar em Deus. Muitos não estarão com seus entes queridos devido as questões da Covid-19 e por isso que insisto na fé e oração”.

Renata Banhara é entrevistada por filho de Hebe Camargo

Réveillon em oração

Triste com tantos acontecimentos ruins, Renata prefere não fazer planos para o próximo ano.

“Meu plano é, justamente, não ter planos. Apenas confiar em Deus, acreditar e determinar que teremos saúde, determinar que teremos condições de lutar pelas nossas famílias, de poder abastecer as nossas geladeiras e isso eu digo no todo, é minha grande preocupação... que o nosso país tenha saúde e tenha alimentação. Que todos possam ser felizes”, destacou.

A artista contou ainda que passará a virada do ano orando, como fez no réveillon passado e enfatizou que não quer levantar bandeira religiosa.

Renata Banhara e Rafaela Bellucci comemoram o Dia do Nordestino
Renata Banhara impediu que pai violentasse menina de 12 anos

“No ano passado foi um ano que eu me recolhi em oração, no Templo de Salomão, e orei bastante. Não é a bandeira da religião, muito pelo contrário, eu acho que tantas outras pessoas param para orar nesse divisor que é tão importante. E foi graças as orações que eu tive forças para segurar esse ano, que é um ano onde eu perdi muitas pessoas, sendo pessoas que eu amava” disse.

“Além de ser um ano onde a economia e a questão sanitária foram uma derrota, pessoas que amamos que se foram embora. Por isso irei novamente para lá, farei minhas orações. É o meu encontro com Deus!”, afirmou Renata.

Ela deixou um recado especial aos leitores de OFuxico.

“Que todos tenham um Natal e um Réveillon diferenciado, com mais amor ao próximo e que possa ajuda ao próximo a sobreviver, porque é muito bonito você sentar numa loja de grife bem bacana e comprar um presente, mas é ainda mais lindo quando você pode ajudar aquela pessoa mais simples e proporcionar a satisfação de ter mantimentos em seus lares”.

Renata Banhara impediu que pai violentasse menina de 12 anos

Renata Banhara recruta voluntárias para projeto contra violência doméstica





Notícias Relacionadas

25/12/2020 | 06h00m - Flávia Almeida

Rafaela Bellucci realiza desejo dos sobrinhos neste Natal

25/12/2020 | 04h00m - Luigi Civalli

Erikka deseja que todos sejam imunizados em 2021

25/12/2020 | 03h00m - Michele Marreira

Youtuber Klébio Damas sobre Natal2020: 'Família'



Instagram

Instagram

OFuxico