Imprimir

Notícias

06/11/2011 | 10h33m - Publicado por: Felipe Carvalho | Foto: Ag.News

Rogério Flausino diz que não se incomoda com críticas ao Jota Quest

O vocalista da banda diz que aprendeu a selecionar comentários que realmente valham a pena

Rogério Flausino diz que não se incomoda com críticas ao Jota Quest - Ag.News

Muita gente acredita que os grandes artistas brasileiros não ficam sabendo sobre as críticas que rondam o sucesso, mas Rogério Flausino afirma que sempre está atento a tudo o que é dito sobre o Jota Quest. O vocalista conta que percebe os comentários através da internet e das redes sociais em geral.

“Estou sempre aí, vejo todas as publicações de música, no Twitter. Eu sei o que todo mundo fala de mim, para o bem ou mal. Com o tempo se aprende a ler o que está nas entrelinhas, o que vale a pena e o que não vale. O que é inveja, falta de conhecimento ou simplesmente planetas distintos – um cara que escreve aquilo gostaria de ter nascido na Inglaterra, no ano de 1700 – eu descarto”.

Ele conta que muitas vezes falta uma proximidade maior entre quem critica (imprensa ou pessoa física) e o artista para conhecer mais a fundo as razões de agirem desta ou daquela maneira.

“Só falta de conexão. Às vezes simplesmente é o simples fato de morarmos em Belo Horizonte e o cara não ter a oportunidade de bater um papo e tomar um chope conosco. Se acontecesse, ele pensaria ‘poxa, por que não saquei isso antes?’, ‘Ah, entendi porque ele faz este tipo de música, porque ele escreve assim’, ‘Ah, a personalidade dele é essa! Agora entendi’”.

Parcerias

O Jota Quest está completando 15 anos em 2011 e Rogério Flausino tem vontade de fazer novas parcerias com outras bandas da nova geração. Entre as escolhidas, o vocalista destaca o NX Zero, capitaneado pelo cantor Di Ferrero.

“Eu acho essa molecada boa. Não sei se posso falar que o NXZero está chegando porque eles já viraram. Eu gosto muito deles, sempre gostei”.

Ele ainda relembra que quando começou tinha um visual parecido com o colorido dos meninos do Restart.

“Eu sou meio Restart. A memória do povo é muito curta. Muitas pessoas se irritaram com as minhas roupas quando tudo começou... Tenho esta consciência. Não vejo problema nenhum nisso. Tem de botar pra fora o que está a fim de fazer. E quem não curte... cada um com seus problemas”.
O Fuxico: O site que é referência sobre famosos. Notícias apuradas, sempre em primeira mão.





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico