Imprimir

Notícias

08/11/2019 | 14h44m - Publicado por: Giovanna Prisco | Foto: Divulgação

Série produzida por Cleo anuncia segunda temporada

Produção começa a ser gravada em novembro

Série produzida por Cleo anuncia segunda temporada - Divulgação

A segunda temporada de Onde Está Mariana começará a ser gravada em novembro, e contará a história de Sara, personagem interpretada por Tamiha, nascida na cidade de Jaciara, Mato Grosso do Sul.

O projeto audiovisual tem direção executiva de Cleo e faz parte do Cleo On Demand, conteúdo disponibilizado no IGTV da atriz e disponível para 11 milhões de seguidores, sempre com temáticas sociais, artísticas e culturais. 

Na trama da primeira temporada, acompanhamos os passos da jovem Mariana (Mc Rebeca) antes de ser assassinada pelo ex namorado e a angústia das pessoas próximas a ela com seu desaparecimento.

Na segunda temporada, acompanharemos as investigações e a resolução do caso. O objetivo da produção é informar mais sobre como funciona o processo de denúncia e investigação de um caso de feminicídio.

A atriz mato-grossense dá vida à Sara, melhor amiga de Mariana. E irá vivenciar diversas circunstâncias em seu cotidiano em que o machismo de seu marido irá afetar sua vida diretamente.

Na nova temporada, será uma importante aliada da personagem Fabiola (Valesca Popozuda), que sofre com a violência doméstica do marido.

"O machismo afeta a vida das mulheres desde situações pequenas, do dia a dia como achar que tarefas domésticas são coisa de mulher a situações grandes e graves que vem através da opressão, diminuição, limitação e competições. A série vai retratar essa violência e é uma forma de mudar a forma de pensamento e esses costumes que são impostos pela sociedade", afirmou Tamiha.

Totalmente independente, Onde Está Mariana promete inovar a cena nacional cinematográfica graças a adesão ao perfil de agregar causa à produção cultural. 

"A arte tem um papel de grande importância social, política, psíquica e é através dela que conseguimos alcançar esferas da alma do ser humano que muitas vezes estão adormecidas. Então, falar de assuntos como machismo e feminicídio através da arte, tem a capacidade de gerar reflexão, sensibilização social e consequentemente mudanças", afirmou a atriz.

Cleo: 'Meu grande amor ainda não chegou'





Notícias Relacionadas

15/12/2020 | 10h00m - OFuxico

Selena Gomez indica séries da Netflix

12/12/2020 | 13h47m - Andréia Takano

Cleo sensualiza de biquíni e brinca: ‘Sabadou’

11/12/2020 | 09h05m - Juliana Picanço

Cleo sobre fingir orgasmo: 'Uma orquestra de gemidos'



Instagram

Instagram

OFuxico