Imprimir

Notícias

17/10/2020 | 21h00m - Publicado por: OFuxico | Foto: Grosby Group

Sia defende publicamente Johnny Depp e critica Amber Heard

A cantora Sia foi à mídia social expressar seu apoio ao ator em meio a seu caso de difamação...

Sia defende publicamente Johnny Depp e critica Amber Heard - Grosby Group

Sia foi à mídia social na sexta-feira (16) expressar seu apoio a Johnny Depp em meio a seu caso de difamação contra a ex-mulher Amber Heard. A cantora  falou sobre as conversas gravadas do ex-casal e concluiu que o ator é vítima de violência doméstica e que a atriz está enganando todo mundo.

Johnny Deep abre o jogo sobre boatos de bebedeira em set

Sia twittou: "Apenas mostrando meu apoio público a Johnny Depp."

A artista acredita, com base nas fitas, que ele foi 'claramente vítima' de violência doméstica durante seu casamento com Heard.

A cantora também mencionou Elon Musk, com quem Heard namorou após seu divórcio de Depp em 2016. Eles sempre insistiram que começaram a se ver após o divórcio. No entanto, imagens de câmeras de segurança no prédio do ator, mostram que Musk visitava a atriz enquanto ela ainda era casada.

Sia alfinetou: "@elonmusk não deu a ela os sete milhões que ela 'doou' de seu acordo? Ela ainda saiu sete milhões mais rica", criticou.

"Por que você a está protegendo? Ela nunca terá a ajuda de que precisa se todos nós ficarmos em silêncio!", completou, ao mesmo tempo que rotulou Heard como alguém com 'transtorno de personalidade limítrofe' - um trastorno mental caracterizado por estados de ânimo, comportamento e relacionamentos instáveis.

A cantora foi criticada por alguns seguidores: "Sia, por favor, repense esta postura sobre o Transtorno de Personalidade Limítrofe. Isso não faz com que as pessoas abusem, significa que você intensificou as emoções e muitas vezes vem de traumas ou abusos no início da vida. Alguém que está abusando não é por ter TPB", disse um fã.

"Ei, eu realmente espero que você não tenha pensado assim, mas o uso de 'comportamento limítrofe clássico' realmente estigmatiza uma doença mental em que a maioria dos que a têm são na verdade vítimas de abuso / trauma e já enfrentam muitos problemas do estigma que os impede de obter ajuda ", comentou outro.

Amber Heard revela que Johnny Depp quis agredir sua irmã
Johnny Depp fazia pressão psicológica em Amber Heard

Outra defensora

Uma vez mais Winona Ryder saiu em defesa de Johnny Depp, com quem namorou no passado. A atriz insistiu que seu ex-namorado 'nunca foi violento ou abusivo com ninguém', em uma declaração de testemunha para apoiar sua defesa em seu processo de difamação em andamento.

A atriz deveria testemunhar no julgamento por difamação da estrela contra o News Group Newspapers (NGN) sobre uma história publicada no The Sun em 2018, que o chamou de 'espancador de mulheres', com base em alegações de violência doméstica de sua ex-mulher Amber Heard, que ele nega fortemente.

As ex de Depp, Ryder e Vanessa Paradis, deveriam comparecer ao Supremo Tribunal de Londres nesta semana, mas na quinta-feira (16), foi confirmado que seu testemunho não era mais necessário.

Foi relatado inicialmente que a decisão foi tomada, uma vez que as editoras aceitaram que nenhuma das mulheres jamais foi agredida pela estrela de Piratas do Caribe, mas os advogados que atuam na NGN esclareceram mais tarde ao jornalista Nick Wallis, que estava cobrindo o caso em seu feed do Twitter, que eles não concordaram com isso e vão levantar a questão em tribunal.

As declarações de Ryder e Paradis foram divulgadas, com a estrela de Stranger Things insistindo que ela 'se sentia muito segura' com o ator.

"Entendo que é muito importante falar por minha própria experiência, pois obviamente não estava lá durante o casamento dele com Amber, mas, por minha experiência, que era tão descontroladamente diferente, fiquei absolutamente chocada, confusa e chateada quando ouvi as acusações contra ele", afirmou.

"A ideia de que ele é uma pessoa incrivelmente violenta é a coisa mais distante do Johnny que eu conheci e amei. Não consigo entender essas acusações", acrescentou Winona. "Ele nunca, nunca foi violento comigo. Ele nunca, nunca foi abusivo comigo. Ele nunca foi violento ou abusivo com alguém que eu já vi. Eu o conheço verdadeira e honestamente, apenas como um homem realmente bom - um cara incrivelmente amoroso e extremamente carinhoso, que era muito protetor comigo e com as pessoas que ele ama, e me senti muito, muito segura com ele. Não quero chamar ninguém de mentiroso, mas, pela minha experiência com Johnny, é impossível acreditar que tais alegações horríveis sejam verdadeiras. Acho extremamente perturbador, conhecendo-o como eu."

Paradis ecoou as palavras de Ryder em sua própria declaração, que dizia: "Vi que essas declarações ultrajantes foram realmente angustiantes e também causaram danos à sua carreira porque, infelizmente, as pessoas continuam acreditando nesses fatos falsos. Isso é muito perturbador, principalmente porque ele ajudou tantas pessoas em sua vida pessoal e profissional com bondade e generosidade".

Depp negou repetidamente as acusações, insistindo que ele foi vítima de Amber Heard. O julgamento continua.





Notícias Relacionadas

15/10/2020 | 09h50m - Marcelo Mendes Barroso

Musa dos anos 90 diz ter engordado uns quilinhos na quarentena

08/10/2020 | 11h00m - Andreia Takano

Solteira Quase Surtando vai ganhar sequência



Instagram

Instagram

OFuxico