Imprimir

Notícias

17/01/2021 | 07h00m - Publicado por: Juliana Picanço | Foto: Reprodução/Instagram

Soul: Motivos para não deixar de assistir!

Nova animação da Pixar vem emocionando espectadores de todo o mundo

Soul: Motivos para não deixar de assistir! - Reprodução/Instagram

Recentemente, o Disney+ lançou a mais nova e emocionante produção da Pixar, Soul. Especialista em transmitir mensagens tocantes sobre a vida e provocar grandes reflexões por meio das animações, o estúdio arrancou boas lágrimas dos espectadores mais uma vez e encantou com a história do professor de música Joe Gardner.

Disney divulga novo trailer de Mulan com batalhas épicas
WandaVision: O que esperar da primeira série da Marvel no Disney+

Com o sonho de ser um músico bem sucedido de jazz e viver da música, Joe está prestes a conseguir a sua grande chance. Porém, quando tudo parece estar dando certo, o músico cai em um buraco e o acidente acaba mudando os rumos da sua trajetória. Gardner embarca em uma jornada pelas ruas de Nova York e aos reinos cósmicos para descobrir respostas às perguntas mais importantes da vida.

Estrela da série Bia ganha programa no Disney Channel

OFuxico separou quatro motivos para você ficar por dentro e embarcar nesta linda e emocionante aventura!

Confira!

via GIPHY

Representatividade

Um marco histórico para Pixar, a animação é a primeira a ser protagonizada por um personagem negro, Joe Gardner, duplado por Jamie Foxx. O filme também é codirigido e coescrito pelo cineasta negro Kemp Power, que colaborou demais com o roteiro.

Foi de Powers a ideia de incluir o máximo de espaços negros na trama, como a barbearia, ponto de encontro fundamental para a cultura do homem afro-americano. Além dele, vários artistas negros da própria Pixar contribuíram com ideias.

Este cuidado refletiu nos detalhes do filme: a variedade de cabelos, modos de vestir e personalidades diferentes, de modo que a cultura negra não se resumisse a uma única. E detalhe: a maioria dos personagens são negros na tela e fora dela também!

via GIPHY

Trilha sonora

Amante de jazz e com um grande talento com piano, Joe Gardner, personagem principal, é um amante de jazz e tem paixão pela música. Por isso, a trilha sonora do filme conta com vários momentos musicais arrepiantes e cheios de improvisos, se tornando a grande “cereja do bolo” da animação. Estrela fictícia,  Dorothea Williams, também rouba a cena ao tocar saxofone.

via GIPHY

Animação

Cheia de detalhes,  o filme conta com uma estética muito especial. Da mesma forma que deu vida às emoções de Riley e deu forma aos mecanismos da mente no filme Divertidamente, o diretor de Soul, Pete Docter, personificou de forma lúdica o Mundo Espiritual, as almas e até mesmo a combinação de todos os campos quantizados do universo - que recebe na trama o nome de Zé.

Com cores marcantes, a animação foi utilizada a favor da história para diferenciação de alguns espaços. E, para além dos efeitos especiais que tentam se aproximar do caráter mais humano, o filme também traz uma animação abstrata para integrar certos personagens, o que complementa perfeitamente a proposta do longa. 

 

via GIPHY

Mensagem sobre o propósito da vida

Um dos trabalhos mais belos e profundos da Pixar, Soul é uma animação sensível que traz reflexões extremamente humanas sobre vários pontos ligados à vida, como propósitos, depressão, ansiedade, sonhos etc. 

Mas qual é o sentido do sonho? E o propósito que temos com ele? Até onde a nossa ambição pode nos levar para alcançarmos o nosso objetivo? E ter um objetivo é a única coisa que nos guia na vida? E qual é o sentido de viver? Essas e muitas outras questões são abordadas na trama, que mesmo trazendo uma proposta voltada ao público infantil, mexem com questões que assombram a mente de muitos adultos. 

Com Soul, o clássico “Se você pode sonhar, você pode realizar” de Walt Disney é problematizado e se torna vazio perto de todos os momentos e detalhes complexos do dia a dia que só a vida pode nos oferecer.

Como um tapa na cara, Soul te mostra que a vida vai muito além das missões aqui no mundo e reforça que existem coisas muito mais importantes e belas do que uma ideologia do livre mercado. E claro, traz uma lição que arranca algumas boas lágrimas dos olhos.

via GIPHY

Veja o trailer de Soul!

 





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico