Imprimir

Notícias

28/07/2020 | 00h00m - Publicado por: Caroline Huertas | Foto: Reprodução / Instagram

Traição, plágio... Relembre as polêmicas de Beyoncé e Jay-Z

Casal já gerou muito bafafá na imprensa internacional

Traição, plágio... Relembre as polêmicas de Beyoncé e Jay-Z - Reprodução / Instagram

Beyoncé e Jay-Z podem até ser discretos e tentar evitar ao máximo as polêmicas do mundo artístico. Mas quando se está tão em evidência quanto eles, fica praticamente impossível passar ileso na imprensa. 

O casal que subiu ao altar em 2008, após 6 anos de namoro, é um dos maiores entre as celebridades da atualidade e possui uma multidão de fãs. 

Não tem como não falar da Família Carter, que construiu juntos não só um belo lar, com três filhos, mas também um império empresarial e musical. E, claro, que já virou alvo de diversas polêmicas. 

Traição, plágio, trabalho escravo... Quer saber tudo o que já rolou desses dois? Então confira a seleção dos maiores bafafás que Beyoncé e Jay-Z geraram na mídia internacional e que nós do OFuxico preparamos para você!

Briga no elevador

A maior das polêmicas foi em 2014, quando os boatos de que algo não ia bem entre Jay-Z e Beyoncé começaram.

Isso porque o rapper apanhou da irmã da esposa, Solange Knowles, em um elevador quando estavam indo para o MET Gala daquele ano. A confusão foi gravada por câmeras de segurança e divulgadas na mídia, gerando a maior especulação sobre o motivo, que girava em torno principalmente sobre algum problema entre o casal. 

Depois do ocorrido, a Família procurarou a imprensa para explicar que já estava tudo resolvido entre os cunhados e que eles seguiam como a família unida que são. 

"Jay e Solange assumem suas parcelas de responsabilidade pelo que ocorreu. Ambos reconhecem o seu papel neste assunto privado que se tornou público. Ambos pediram desculpas um ao outro e nós estamos seguindo em frente como uma família unida. Os relatos de que Solange estaria embriagada ou exibiu um comportamento errático durante toda aquela noite são simplesmente falsas. No fim das contas, as famílias têm problemas e nós não somos diferentes. Nós amamos uns aos outros e, acima de tudo, somos uma família. Nós colocamos isso no passado e esperamos que todo mundo faça o mesmo", disse o comunicado oficial. 

Ainda assim, a mídia apontava como motivo o fato de Solange não ter ficado feliz com uma 'conversinha íntima' do rapper com a estilista Rachel Roy e também com o fato de ele ter dito que iria a uma festa na casa de Rihanna sozinho. 

Os rumores só aumentaram quando foi divulgado pela imprensa internacional que Beyoncé estava apagando uma tatuagem que fez em homenagem ao marido durante o casamento. Estava forte o boato de que eles iriam se separar, mas continuaram firmes. 

 

Indiretas musicais

A confirmação de que algo não ia bem, de fato, entre eles, só veio em 2016, quando a imagem de conto de fadas em torno do casal começou a ruir.

Beyoncé lançou o álbum Lemonade, que foi bastante ácido como limão, com letras bem pessoais e acusando Jay-Z de trai-la. Em uma das músicas, a cantora fala de uma tal de 'Becky do cabelo bom', que não teve a identidade revelada, mas que fãs apontam como indireta sobre a tal Rachel Roy, suposta causadora do atrito entre o rapper e a cunhada, Solange. 

Jay-Z respondeu à provocação com um remix da música All The Way Up, de Fat Joe e Remy Ma. Um dos trechos, inclusive, cita o nome do disco da artista. 

"Você sabe que conseguiu quando percebe que / Seu casamento te fez valer milhões / Limonada é uma bebida popular", dizia a estrofe. 

Traição assumida

Apesar de já ter usado uma música para rebater a esposa, Jay-Z assumiu de vez a infidelidade em entrevista ao New York Times no ano passado, dizendo que o casamento só melhorou depois que ele fez terapia. 

"Sabe, a maioria das pessoas sai de casa e a taxa de divórcios é tipo 50% ou algo assim porque as pessoas não conseguem se ver. A coisa mais difícil é ver na cara de alguém a dor que você causou e ter de lidar com você mesmo. Cresci muito com a experiência", disse ele. 

Na ocasião, ele também mostrou que não se incomodou com o álbum-indireta de Beyoncé para ele e diz que a acha incrível. 

"O melhor lugar é bem no meio da dor e é la que nós estávamos. Era desconfortável. Nós tivemos um monte de conversas. Eu fiquei realmente orgulhoso da música que ela fez e ela ficou realmente orgulhosa da arte que eu lancei. No final, temos um respeito saudável pelo trabalho do outro. Eu acho que ela é incrível", completou. 

Mas quem é Rachel Roy? 

A tal Rachel Roy, que seria o motivo da briga entre Solange Knowles e Jay-Z, é bem próxima da família Carter. A estilista foi casada até 2008 com Damon Dash, o ex-empresário e sócio de Jay-Z - com quem ele brigou e não são mais amigos desde então. Ela também era melhor amiga de Kim Kardashian, de quem Beyoncé e o marido eram muito próximos. 

Segundo os boatos, Solange Knowles brigou com Jay-Z porque não gostou da intimidade com que eles conversavam e muito menos quando ele disse que iria sozinho a uma festa pós-Met Gala na casa de Rihanna, pois supostamente encontraria Rachel lá. 

Por causa desse caso, muita gente acredita que ela é a tal 'Becky do cabelo bom', sobre quem Beyoncé canta no álbum Lemonade. 

Rachel Roy foi supostamente apontada como affair de Jay-Z

 

E a Rihanna tem algo a ver com isso? 

Além de supostamente Rachel Roy poder estar na tal festa de Rihanna, a própria cantora já supostamente causa um desconforto no casal Carter. 

Isso porque a cantora foi apontada como affair de Jay-Z em 2005, quando ele e Beyoncé já estavam juntos. A informação só surgiu em 2015, com o anúncio da biografia não-autorizada "Becoming Beyoncé: The Untold Story", mas não foi confirmada. 

Muitos apontam esse fato apenas como uma alavanca à carreira de Rihanna na época, pois a colocaria sob holofotes. Alguns dizem que foi tudo combinado entre o casal e a artista, outros dizem que nunca aconteceu e que é apenas produto de rivalidade feminina.

Ainda assim, a biografia disse que Beyoncé e Jay-Z se separaram brevemente por causa disso e essa teria sido apenas uma das diversas vezes que isso aconteceu ao longo do relacionamento dos dois, cheios de idas e vindas secretas. 

Ciumenta

Mesmo depois de todas essas supostas infidelidades, Beyoncé e Jay-Z resolveram permanecer juntos, o que não impedia a cantora de ser bastante ciumenta, segundo a mídia. 

Isso porque, no ano passado, durante um jogo da NBA em Oakland, na Califórnia, uma mulher supostamente teria deixado Beyoncé bastante enciumada ao se curvar em cima dela para falar com o rapper. O vídeo viralizou como se a cantora estivesse bastante incomodada com a presença da outra tão íntima a seu marido. 

Porém, tratava-se de Nicole Curran, esposa do dono do time que estava jogando, o Golden State Warriors. Ela recebeu até ameaças de morte por ter 'provocado a Queen B', e precisou se pronunciar a frente dos fãs da artista. 

Ela explicou que falou apenas duas vezes com o Jay-Z naquela noite, sendo uma delas para pegar o pedido de bebidas do casal, que estava como convidados dela e do marido, além de estar explicando para ele o porquê de ela ter dado uma rosa de um fã para Beyoncé.

Nicole alegou que tiraram o vídeo de contexto e que isso teve repercussões bastante negativas para ela. 

Vídeo aponta que Beyoncé ficou incomodada com presença de outra mulher

 

Antipática

Além de ciumenta, Beyoncé também já recebeu o título de 'antipática' na web. Isso após o Globo de Ouro deste ano.

Tudo aconteceu porque ela não se levantou para aplaudir Joaquin Phoenix quando ele conquistou o prêmio de Melhor Ator em Filme Dramático na ocasião. 

A esposa de Jay-Z foi altamente criticada nas redes sociais e disseram que ela era rude e mal educada. Por outro lado, alguns fãs também a defenderam, dizendo que ela estava com um vestido enorme e que seria difícil para ela se levantar e sentar toda hora, mas que mesmo assim sorriu e aplaudiu o ator. Também alegaram que ela estaria no caminho dele para ir ao palco e por isso não se levantou, para não atrapalhá-lo.  

Ciumento

Mas não foi só Beyoncé que foi acusada de ciúmes. Jay-Z também gerou a maior polêmica durante uma festa em que os dois estavam.

Isso porque ele não gostou de ver um homem filmando sua esposa enquanto ela dançava no evento de 50 anos do rapper Diddy. Assim, o marido de Queen B atuou como segurança da cantora e deu bronca na pessoa em questão, além de tomar o celular das mãos dele. 

Na filmagem, Beyoncé continuou dançando, mas o marido se mostrou bem bravo, fazendo com que o convidado misterioso até levantasse as mãos e fizesse sinal de paz, para mostrar que não queria briga. 

Na web, muitos criticaram Jay-Z e disseram que a atitude tinha sido desnecessária e desmedida. 

Jay-Z toma celular de homem que filmou Beyoncé

 

Protesto?

Outro evento que deu o que falar neste ano foi o Super Bowl. Beyoncé e Jay-Z ficaram sentados enquanto tocava o hino nacional, performado por Demi Lovato, o que gerou a maior polêmica para o casal. 

Isso porque acharam que houvesse algum motivo político por trás disso e passaram a criticá-los, como se fosse um protesto contra o presidente Donald Trump. 

Jay-Z precisou ir a público negar o ocorrido e explicar que o motivo foi que eles entraram no local já falando de como estavam orgulhosos por Demi estar no palco e apenas assistiram. 

Ele explicou que Beyoncé, que já passou pela mesma experiência, reconheceu o possível nervosismo de Demi no momento, e eles começaram a conversar sobre a apresentação, sem se tocar que estavam sentados. Só depois ligaram para Jay-Z falando que eles não se levantaram. 

"O que aconteceu foi que, quando chegamos lá, estávamos sentados e o show estava prestes a começar. Minha esposa estava comigo e ela me disse: 'Conheço essa sensação aqui'. Ela estava super nervosa, porque já se apresentou no Super Bowl. Então chegamos lá e imediatamente entramos no modo artista. Estávamos só assistindo, prestando atenção em tudo do show, se o microfone estava funcionando, se o áudio estava bom. O tempo todo que estávamos sentados, estávamos falando sobre como ela estava linda, como ela canta bem e o que ela está passando em sua vida. Por ela estar no palco, estávamos tão orgulhosos dela. E então terminou e meu telefone tocou e era tipo 'Você sabe que não se levantou?' e eu: 'O que?' ", contou Jay-Z posteriormente.

O rapper também garantiu que, caso fosse realmente um protesto, ele teria dito sem problemas, já que ele e a esposa sempre se posicionam sobre o assunto e não é novidade para ninguém.  

Kanye West

Aliás, Jay-Z e Beyoncé se posicionam tanto sobre política, que eles até mesmo deixaram de falar com Kanye West e Kim Kardashian por esse motivo. 

Segundo a imprensa internacional, os dois casais eram muito próximos, frequentavam a casa uns dos outros e tinham relação forte com as famílias, mas já há alguns anos eles não querem saber um do outro.

Desde que Kanye West criticou os Carter em uma apresentação de 2016, a relação já estava estremecida e tudo só piorou após 2018, quando ele começou a apoiar Donald Trump, quem o casal é contra.

E como o marido de Kim Kardashian já dava indícios de que ia se candidatar à presidência dos Estados Unidos sob esses ideais que Bey e Jay-Z discordam, eles resolveram se afastar para não serem associados a ele. 

Plus size

Embora pautas políticas, raciais, feministas e sociais sempre sejam defendidas por Beyoncé, como demonstra seu posicionamento contra Donald Trump, isso não a isentou de ser alvo de diversas polêmicas que a taxaram de hipócrita quanto a esses assuntos. 

Um deles foi o fato de que sua linha de roupas, Ivy Park, não conta com tamanhos plus size em sua grade. Nas redes sociais, os fãs detonaram esse fato e disseram que era uma falta de representatividade, além de uma segregação com pessoas gordas. 

Beyoncé, que é ativista sobre diversidade e inclusão e traz esse discurso em diversos trabalhos, não pensou nisso na hora de lançar sua coleção e acabou sendo muito mal falada nas redes sociais. 

Paga mal

Outra vez que Beyoncé foi vista de forma desrespeitosa foi quando o Instagram Dancers Alliance insinuou, no ano passado, que ela pagava mal seus funcionários.

Eles publicaram que o sindicato SAG-Aftra tinha descoberto que a equipe da cantora estava procurando bailarinos para a gravação de um clipe, mas que só pagariam 250 dólares por dia, que é apenas da metade da quantia base definida pelo DA. 

Beyoncé e sua produção foram bastante criticados, principalmente por pessoas do meio artístico, até que JaQuel Knight, coreógrafo há mais de 10 anos da cantora, partiu em defesa dela com prints e provas de que era um fato mentiroso. 

Beyoncé é acusada de pagar mal seus funcionários

 

Exploração e trabalho escravo

Mas o mais polêmico mesmo foi quando acusaram que a linha Ivy Park era fruto de mão de obra escrava. A informação foi dada pelo The Sun, em 2016, e até hoje se fala no assunto, mas nada oficialmente comprovado. 

A marca parceira de Beyoncé foi apontada como exploradora de trabalhadores e alegaram que eles pagavam menos de 22 reais por dia para mulheres no Sri Lanka fabricarem as roupas.

Segundo a publicação, elas trabalhavam por mais de 9 horas por dia e ganhavam cerca de 440 reais por mês, o que não daria nem para comprar a própria roupa que produzem, pois as peças giram em torno de mais de 500 reais. 

O veículo ainda acusou a marca de prender as mulheres à noite, para que seus movimentos fossem restritos.

Direitos autorais

E não só na marca de roupas que as polêmicas surgiram, mas também na própria música da artista. 

Uma das confusões envolve direitos autorais. Beyoncé e Jay-Z estão sendo processados pela coreógrafa jamaicana L'Antoinette Stines, que entrou na justiça alegando que eles usaram sua voz sem permissão na música Black Effect, do ábum Everything Is Love. 

De acordo com a documentação, tudo começou em 2018, quando o casal a procurou para fazer parte de um vídeo promocional para divulgação do On The Run II. Em certo momento, ela deu um depoimento sobre o amor, divagando sobre os diferentes tipos que existem, e esse áudio foi usado no início de Black Effect, sem ter sido autorizado e nem conter os créditos para a profissional. 

Ela busca uma autorização do casal, pois até então só tinha autorizado sua voz no conteúdo de promoção do On The Run II e não para uma música, pela qual não recebeu nada em troca. 

Plágio

E além dos direitos autorais pela voz da artista, Beyoncé ainda é acusada de plagiar duas músicas: XO e Drunk In Love, canções de seu CD lançado em 2013. 

O ex-backing vocal da cantora, Ahmad Lance, entrou na justiça contra a cantora, a empresa Parkwoood Entertainment e a Columbia Records, alegando que XO tem características parecidas com uma música composta por ele.

O profissional afirmou que mostrou a canção XOXO (versão anterior da música) para a artista e ela usou sua produção. Por conta disso, ele pediu uma indenização de U$ 7 milhões, o equivalente a R$ 21.826.700, mas os advogados de Beyoncé afirmaram que a acusação é infundada.

Já sobre a canção Drunk In Love, uma cantora húngara chamada Mitsou alegou que Beyoncé e Jay-Z, além dos produtores da música, incluindo Timbaland, samplearam e manipularam digitalmente a voz dela de uma tradicional música folk de 1995, sem a sua permissão. 

A artista afirmou que é a sua voz nos primeiros 13 segundos da canção, em à capela, e, depois da introdução, ela alegou que sua voz continua quando Beyoncé começa a cantar até os 41 segundos. 

Mitsou também levou para a Justiça o fato de que, quando Jay-Z canta a parte do rap, entre 3:14 a 4:05, sua voz também está por trás da dele. 

 

Eita! Parece que Beyoncé e Jay-Z colecionam polêmicas e, como são um dos artistas mais falados mundialmente, com certeza ainda vai rolar muito pela frente. 

E você? O que acha de tudo isso? Esquecemos de alguma? Acham que são verdadeiras? Não concorda com alguma delas? Conte para gente! 





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico