Imprimir

Notícias

26/10/2020 | 14h00m - Publicado por: Flávia Almeida | Foto: Reprodução/Instagram

Vidas negras importam: Harry só entendeu o racismo após o casamento

Ele afirmou que não fazia ideia do que era

Vidas negras importam: Harry só entendeu o racismo após o casamento - Reprodução/Instagram

Durante uma conversa com o ativista Patrick Hutchinson, Harry revelou que desconhecia o racismo. O filho de Lady Di e Charles destacou que só compreendeu que era algo inconsciente, impregnado na população, após se casar com a atriz Meghan Markle.

“Pela criação e educação que tive, eu não fazia ideia do que são preconceitos inconscientes. Eu não fazia ideia que isso existia. É triste dizer isso, mas precisei de muito e muitos anos para compreender o que é isso, entendi após alguns dias e algumas semanas na companhia da minha esposa”, disse.

Harry expôs sua solidariedade aos vários protestos ocorridos ao redor do mundo questionando a violência policial contra cidadãos negros. E ainda se mostrou otimista em relação ao futuro.

“Ainda há muito trabalho a ser feito, mas eu realmente acredito que o mundo está caminhando muito bem na direção certa. Porém, inevitavelmente, haverá muito sofrimento até que possamos finalmente virar a página e começar um novo capítulo”.

Kate Middleton: responsável pela separação de Harry e Cressida

Empoderamento, coral negro e pastor progressista

Casado desde 2018 com a atriz, o caçula do Príncipe Charles vive com ela e o filho do casal, Archie, de um aninho, em Los Angeles. Eles renunciaram aos seus cargos e funções na Família Real Britânica em janeiro de 2020.

Vale lembrar que na linda cerimônia de casamento dos dois, a realeza britânica mostrou que nunca é tarde para uma atitude inclusiva. A presença de um pastor progressista e um coral negro marcaram a cerimônia.

As cornetas que anunciaram a chegada de Meghan Markle na capela foram, pela primeira vez na história dos casamentos reais, manejadas por mulheres. A atriz iniicou a caminhada até o altar sozinha, como uma expressão de empoderamento.

Michael Curry, pastor negro progressista e defensor da causa LGBT, comandou o início da cerimônia religiosa. Além de defender o casamento gay, o religioso já se posicionou contra o discurso do presidente dos EUA, Donald Trump.

Na cerimônia, ele pregou sobre libertação e evolução através do amor. Sua frase mais marcante e repetida foi “There is power in love (Existe poder no amor)”.

Logo depois da pregação de Michael Curry, um coral negro dos EUA, comandado por uma mulher, cantou a música Stand by me, de Ben E. King, a pedido do noivo.

De novo! Duques de Sussex dizem não ao Natal na Inglaterra

Duques de Sussex ganham novos e famosos vizinhos





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico