Notícias às 00:10

Amber Heard lamenta a morte da mãe: ‘Gentil alma’

Reprodução/Instagram

A atriz Amber Heard, de 34 anos, enfrenta uma difícil fase. Ela perdeu a mãe, Paige Heard, de 63 anos. No domingo (3), a ex-esposa de Johnny Depp fez um texto emocionante, ressaltando as qualidades de sua amada.

"Deixou-nos muito cedo, agarrada à memória da usa linda e gentil alma. Vai deixar saudade nas profundezas dos nossos corações para sempre. O seu coração aberto e firme fez de si a mulher mais linda que já conheci. É difícil imaginar e ainda mais difícil é dizer, mas sinto-me realmente uma sortuda por ter sido tua filha", iniciou ela.  

A artista destacou que está devastada com partida precoce da idosa.

“Tem sido um período inacreditavelmente doloroso, mas lembro-me do que sobrevive em todos nós, o amor. A gentileza, o apoio e a generosidade que eu e a minha irmã, Whit, recebemos dos nossos amigos e familiares salvaram a minha alma", finalizou.

Separação conturbada

Segundo o jornal inglês Daily Mail, Amber Heard está tentando encontrar alguma prova ou 'sujeira' contra o ex-marido Johnny Depp em seu processo contra o ator.

Por isso, Amber e seus advogados contrataram um investigador particular para vasculhar a vida de Depp, porém não conseguiram encontrar nada no passado da estrela que pudesse afetá-lo.

O ex-casal está em guerra desde que Heard pediu o divórcio em 2016, acusando Depp de agredi-la durante seu casamento. Johnny atualmente está processando sua ex-esposa por difamação, e alega que ela mentiu no processo e que ele foi vítima várias vezes dela.

O detetive Paul Barresi foi contratado pela equipe legal de Amber no verão passado para encontrar pessoas das quais Depp supostamente abusou verbal ou fisicamente, e acabou de mãos vazias, segundo o diário.

"Ele entrevistou dezenas de pessoas e não encontrou ninguém que tivesse algo ruim a dizer sobre a estrela de Piratas do Caribe.", justifica a publicação.

Amber Heard pode parar atrás das grades por mentiras
Amber Heard confessa em áudio ter agredido Johnny Depp
Johnny Depp e Amber Heard travam guerra na Justiça

"Falaram da sua generosidade e seu bom coração", disse Barresi, revelando que muitas pessoas com quem conversou falaram de Heard.

"Fui aos Estados Unidos, França, Itália, Grã Bretanha, a todos os lugares onde Johnny Depp andou, não consegui encontrar uma pessoa que ele tenha sido abusivo ou violento. Ninguém disse qualquer coisa depreciativa sobre ele", assegurou Barresi.