Notícias às 15:40

Amor de Mãe: Regina Casé reage ao encontro de Lurdes com filhos

Divulgação/TV Globo/João Cotta

Amor de Mãe está finalmente em sua última semana de duração após sua reta final ter sido adiada em um ano por conta da pandemia do novo coronavírus.

Na última terça-feira (06), Lurdes (Regina Casé) e Domênico (Chay Suede) finalmente se reencontraram e descobriram a verdade do parentesco entre eles, além do jovem resgatá-la de Thelma (Adriana Esteves).

Já na quarta-feira (07), a matriarca e o herdeiro foram reencontrar os outros filhos da personagem, sendo elesMagno (Juliano Cazarré), Érica (Nanda Costa), Ryan (Thiago Martins) e Camila (Jéssica Ellen).

Foi a este momento que a própria Regina Casé gravou um vídeo compartilhado no Instagram, indo e levando os seguidores à completa emoção.

“Ai meu Deus! E a saudade que já bateu dessa família?”, escreveu ela como legenda, marcando os artistas envolvidos também.

Os internautas não perderam tempo, e logo correram a comentar na publicação e rasgar diversos elogios ao trabalho da artista.

“Foi lindíssimo, Regina! Já estamos com saudades dessa mãe!”, “Que trabalho primoroso!”, “Chorei litros aqui”, foram algumas das declarações feitas pelos fãs de Regina Casé.

Emoção pura! Veja o reencontro de Lurdes e Domênico em Amor de Mãe
Amor de Mãe: Thelma e Lurdes trocam tapas

‘Chega de ódio, vamos sair dessa juntos’, diz Regina Casé, sobre pandemia

Esta semana Amor de Mãe se despede da telinha e terá como clímax o tão esperado encontro entre Lurdes e Domênico.

Regina Casé, interprete da matriarca, contou em entrevista ao Fantástico que fazer a cena com Chay Suede foi a mais difícil de toda a história, ao ponto dela ter medo de machucar o ator por colocar para fora também todo o afeto que não pode expressar durante a pandemia.

“Tem a expectativa do Brasil todinho nessa cena. Olha, foi uma energia contida tão grande que eu fiquei com medo de a gente se machucar porque era um negócio!”, declarou ela.

Regina está isolada em um sítio há um ano com a família – o marido, Estevão, os filhos Benedita e Roque, o genro João Pedro, e o neto, Brás, de 3 anos -, desde março do ano passado, quando começou a pandemia. A artista destacou que o contato com a natureza tem feito toda a diferença.

"As crianças sobem árvore até o último galho. Isso daí, ficar 24 horas por dia com os seus filhos, os seus netos, é uma dádiva. Eu nunca experimentei isso", afirma.

No local, a atriz construiu uma capela onde renova sua fé diariamente em seu cantinho de oração.

"Eu adoro rezar e a gente tem rezado muito. Agora na pandemia, 18h vai rezar Ave Maria e sempre que alguém pede. As pessoas já sabem que eu sou boa de reza".