Notícias às 11:29

Ana Rosa relembra conversa com Chico Xavier: ‘Violetas numa janela de luz’

Ana Rosa e Chico Xavier
Fotomontagem André Furtado/Divulgação/Reprodução

Nesta quinta-feira, 30 de junho, completam 20 anos da morte do querido Chico Xavier. Nascido em Uberaba, Minas Gerais, o médium realizou incontáveis reuniões, com psicografias e mensagens de entes queridos que fizeram a passagem para outro plano.

Nesta data, a atriz Ana Rosa, seguidora da doutrina Espírita, relembrou ao jornal Extra, uma profecia feita pelo médium durante uma visita del para ele, quando ele falou sobre o famoso livro “Violetas na Janela”, adaptado para uma peça onde Ana integra o elenco.

Ana Rosa em cena de Violetas na Janela, no teatro
Ana Rosa em cena de Violetas na Janela, no teatro Divulgação

“Uma vez estivemos em Uberaba com o espetáculo ‘Violetas na Janela’ e fomos até a casa dele. Tomamos aquele famoso chá que ele sempre convidava e ele nos disse uma coisa que até hoje lembramos, foi quase como uma profecia: Ele disse ‘a peça vai ficar muitos anos. Vocês estão colocando violetas em uma janela de luz’. Nunca me esqueci disso”, contou a atriz, que segue, há anos, em cartaz com o espetáculo.

“E olha, estamos com o espetáculo há 25 anos viajando e continuamos lotando as casas onde nos apresentamos, felizmente. Essa é uma das lembranças que tenho dele com muito carinho.”

VIOLETAS E ANA ROSA:

O livro “Violetas na Janela” traz a história de uma jovem que, após adoecer e desencarnar, relata em psicografias como é a vida no plano espiritual. Ela conta que lá há as mesmas flores cultivadas pela mãe na janela da cozinha. Tanto o livro quanto a peça trouxeram conforto à Ana, que passou por um luto bastante dolorido, há 26 anos.

Numa conversa com OFuxico, em 2017, Ana contou mais sobre a importância do livro e da peça em sua vida:

“Uma filha desencarnou às vésperas de completar 19 anos. Ganhei esse livro de uma vizinha, e meu marido e minha outra filha também ganharam. Nós já frequentávamos o Seara Fraterna, que fica no Catete. A cada seis meses, o centro espírita fazia um bazar para arrecadar fundos para despesas sociais e, depois da passagem da Ana Luisa, eu e meu marido fomos convidados para um evento por lá e eu sugeri que trabalhássemos com o livr”, revelou a atriz, que foi casada com o ator Guilherme Corrêa, que desencarnou no ano de 2006.

Peça Violetas na Janela
Peça Violetas na Janela Divulgação

Depois de participarem do evento no Seara Fraterna, Ana Rosa e Guilherme montaram o espetáculo que estreou nos palcos no dia 7 de maio de 1997.

“Até aquele momento, eu não falava abertamente da minha religião, mas depois, seguimos em frente, afinal, não havia nada a esconder. Tínhamos o acordo de apresentarmos durante três meses no teatro Vannucci, no Shopping da Gávea. Mas daí, a gente recebeu a linda surpresa quando, na segunda ou terceira semana, nos pediram uma segunda sessão para as pessoas que aguardavam do lado de fora. Eu perguntei quantas eram e me disseram que tinha 50 pessoas esperando. Aceitamos e nos apresentamos. Dalí pra frente lotamos as sessões, sempre duas sessões, às terças e quartas-feiras. Depois, abrimos um terceiro dia e seguimos com essa história linda até hoje”, disse na época.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!