Notícias às 09:30

Andréia Sadi sobre cabelo de Guga Chacra: ‘Me desconcentra’

Reprodução/Instagram

O cabelo desalinhado de Guga Chacra já virou marca registrada do comentarista de política internacional da Globo. O problema é que, para seus colegas de profissão, isso pode se tornar uma distração. 

É o caso da repórter política Andréia Sadi, que brincou sobre o assunto durante entrevista que deu para o programa Saia Justa, da GNT, na última quarta-feira (15). 

"Eu falo: 'Dá uma penteada' ", contou ela. 

Aos risos, a jornalista falou que às vezes não consegue focar no que precisa falar, pois se perde ao olhar para o cabelo bagunçado do colega. 

Guga Chacra fala do Coronavírus e se emociona: ‘Irá agravar muito’

"Tem dias que ele me desconcentra. Eu não consigo prestar atenção no que eu tenho que falar porque estou olhando para o cabelo dele. Eu falo: 'Guga, não dá. Não tem a menor condição' ", revelou, caindo na risada ao lado das apresentadoras do programa.  

Mônica Martelli aposta que Guga faz o penteado desgrenhado de forma proposital e que utiliza cera de cabelo para fixá-lo. 

"A gente acha que é de propósito. Já virou a marca dele", ponderou a atriz. 

Vaidade

Falando em aparência no mundo jornalístico, ainda no programa Saia Justa, Andréia Sadi falou de seu próprio caso. Ela confessou que não é nada vaidosa e que, inclusive, já foi cobrada na web por não fazer as unhas, por exemplo. 

"Lembro de uma vez que uma pessoa escreveu no meu Insta: 'Sadi, por que você não faz a unha?'. Pensei: 'Meu Deus, estou pensando se tenho que dormir, tomar banho ou comer e qual dessas coisas vou conseguir fazer hoje", contou e completou, aos risos: "Nunca fui de fazer a unha. A minha cabeça é tão prática, que penso: 'Eu vou ter que tirar o esmalte depois. Então, para quê fazer a unha? Não faz o menor sentido. Vai descascar e estou sempre viajando. Então, melhor não' ".

Repórter da Globo é ameaçado de morte nas redes sociais

Mas, por conta da profissão, ela disse que precisou aprender o básico. Andréia acha que é necessário alinhar sua aparência com a seriedade do assunto que trata. 

"Tive que aprender a ter uma vaidade, porque tenho que casar minha imagem com aquilo que estou falando, para a minha imagem não chamar mais atenção do que a notícia e a informação", ponderou.