Notícias às 19:00

Angélica, ex-BBB, lamenta morte de amigo por coronavírus

Reprodução/Instagram

Angélica Ramos, ex-BBB15, lamentou a morte de um amigo em razão da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Em entrevista à Quem, nesta segunda-feira (13), a influenciadora comentou a respeito da perda e se mostrou preocupada com a situação.

"Perdi um amigo para a Covid-19. Tenho uma amiga, enfermeira, que está contaminada", disse, afirmando que o amigo não era do grupo de risco e tinha apenas 34 anos.

BBB20: 'Me senti mal', diz Anitta ao ver Babu no Paredão

Natural de Embu das Artes, região metropolitana de São Paulo, a ex-participante do reality também enfatizou a sua indignação sobre o descaso das pessoas que furam a quarentena, uma das medidas recomendadas para evitar a proliferação do vírus.

"É muito triste ver realidade dos brasileiros levando tudo na brincadeira, diariamente conscientizo minha família da importância de ficar em casa", ressaltou ela, que trabaçhava como auxiliar de enfermagem antes de entrar na casa vigiada.

Namorada de Babu desmente valor da escola da filha dele

Casada com o empresário francês Laurent Mougeot e morando na Bélgica desde 2018, Angélica contou que a Páscoa neste ano acabou diferente. "Passamos bem mesmo em meio a essa pandemia que parece nunca acabar. Eu sempre compro ovos para a família toda, mas este ano foi diferente. Eu mesma fiz nossos ovos. O espírito de Páscoa passou longe, não posso fingir que está tudo bem quando, na verdade, as coisas só pioram", aviosu a mãe de três filhos. "Estamos todos com saúde, graças a Deus, e isso é importante", afirmou.

A música não será a mesma depois do coronavírus

Isolamento

 

Muitos países da Europa estão tomando medidas drásticas para conter a disseminação do coronavírus. Estabelecimentos estão sendo fechados, pessoas estão sendo obrigadas a ficar em suas casas e até mesmo alguns locais estão multando pessoas que desrespeitarem a ordem de isolamento. 

A ex-BBB Angélica Ramos, que está na Bélgica desde 2018, decidiu ficar em quarentena com sua família para se protegerem da pandemia. 

Jornalistas teriam pedido a saída de Marcão do Povo, do SBT

Ela, o marido francês Laurent Mougeot e os filhos Luiz Otavio, Vinicius e Laura, estão bem de saúde, porém não estão saindo para evitarem o COVID-19. 

Em conversa com a revista Quem, a ex-sister resolveu contar um pouco como está sendo essa experiência, já que ela está morando em um local onde já têm 1243 casos confirmados. 

"Estamos todos bem de saúde, mas não saímos para nada. Antes do confinamento, fomos ao mercado para abastecer a casa. As crianças também estão em casa, sem visitas. Isolados realmente", explicou. 

Rita Lee solta a voz e agita fãs durante a quarentena. Veja!

Angélica relembrou que um de seus filhos iria para a Itália, um pouco antes do surto de coronavírus por lá, mas que de última hora a viagem foi cancelada. 

"Meu filho tinha uma viagem para a Itália quando os primeiros casos de corona surgiram por lá. Inicialmente, a escola não cancelou a viagem e, mesmo já tendo pago, decidimos que ele não iria mais. Depois, a escola acabou desmarcando. A primeira ministra determinou que todas as viagens escolares fossem canceladas", relatou. 

Além disso, o país vem tomando outras medidas para a contenção do vírus. A ex-BBB declarou que o governo está muito consciente do que está acontecendo e não hesitando em agir.  

BBB20: Flayslane chora com mensagem de Priscilla Alcântara

"As pessoas aqui temem muito pela saúde. Com coronavírus, a restrição aumentou bastante", explicou. 

A rotina da família sofreu uma grande mudança por conta disso e todas as pessoas estão realmente respeitando as ordens de reclusão. 

"O maior impacto na Bélgica, na minha opinião, veio quando os Estados Unidos começaram a fechar todo o país e ter medidas drásticas. Meu filho iria dormir na casa de um amiguinho e a mãe da criança cancelou. As pessoas estão realmente reclusas em casa. Sem beijo, sem abraço para evitar a proliferação. Na Bélgica, especialmente em Bruxelas, há mais casos a cada dia", contou. 

Boninho faz piada e Rubens Barrichello detona: 'Já deu'

Sem ideia de quando a poeira vai abaixar, Angélica avisou que precisará ir às compras novamente na semana que vem e, como já foi enfermeira e trabalhou em hospital, tem uma ótima imunidade e tomará a frente nessa missão. 

"Está tudo muito restrito. Na última vez que fui ao mercado, tinha uma fila… Já abastecemos a casa, mas acho que precisaremos ir novamente na semana que vem. Até estávamos definindo como faremos isso. Prefiro ir eu mesma. Afinal, meu marido fará 53 anos e eu tenho uma boa imunidade, trabalhei por anos em hospital. Minha sogra não põe o nariz para fora de casa. As compras são feitas e deixadas na porta da casa dela. Escola, creche, academia, bar, restaurante já foram fechados. Só ficarão abertos, em horários determinados, farmácias e supermercados", finalizou.