Notícias às 19:03

Angelina Jolie revela caso de racismo contra a filha, após cirurgia

Foto de Angelina Jolie e Zahara em Nova York

The Grosby Group

Angelina Jolie expôs um episódio de racismo que a filha Zahara, de 16 anos, sofreu em meio a um tratamento médico pós-cirúrgico. Segundo a atriz, ela foi aconselhada a ficar de olho na herdeira e se notasse que a pele da jovem estava “rosa”, deveria ligar para o hospital.

“Recentemente, a minha filha Zahara, que adotei na Etiópia, passou por uma cirurgia e depois uma enfermeira me pediu para entrar em contato com ela caso a pele dela ‘ficasse rosa’”, contou Angelina durante a entrevista conduzida por ela com o estudante de medicina Malone Mukwende, de 21 anos, para a revista Time.

O rapaz quer ajudar a mudar a maneira como a medicina opera em seus estudos, batalhando para que a categoria busque mais informações sobre diagnósticos e aparências de pacientes não brancos.

Jolie, então, concluiu o seu pensamento: “Eu tenho filhos de diferentes origens e sei que quando havia uma irritação que todos pegavam, as reações eram drasticamente distintas dependendo da cor da pele de cada um. Mas sempre que olhava os relatórios médicos, a referência era a pele branca.”

Malone Mukwende concordou com a artista, reforçando a fala dela a partir do que ele vive enquanto estudante de medicina.

“Quase toda a medicina é ensinada dessa forma. Há uma linguagem e uma cultura na profissão médica, praticada há tantos anos da mesma forma, que soam como se não fossem parte do problema. Mas você acabou de ilustrar, é um exemplo muito problemático, porque caso não ocorra daquela forma você provavelmente não vai chamar o médico.”

Zahara foi adotada por Jolie enquanto estava casada com Brad Pitt. Os dois também adotaram Maddox (19 anos) e Pax (17 anos). Shiloh (15 anos) e os gêmeos Knox e Vivienne (12 anos) são filhos biológicos dos atores.

Angelina e Brad anunciaram a separação em 2016 e desde então brigam na Justiça dos Estados Unidos pela guarda dos filhos.