Notícias às 15:15

Anitta sobre xingar equipe em documentário: ‘Infelizmente é real’

Reprodução/Instagram

Anitta está com tudo mais uma vez, afinal, estreou na Netflix sua série-documentário Made In Honório, que mostra os bastidores de várias situações do dia a dia.

Em um dos episódios, ocorre um momento bastante polêmico: a cantora do hit Me Gusta aparece xingando sua equipe por causa de problemas no figurino.

Por meio de seus stories no Instagram, ela confirmou que o trecho infelizmente é real, ressaltando que a série vai mostrar tanto qualidades quanto defeitos.

“Infelizmente [a cena] é real. Eu falei que na série eu mostrava qualidades e defeitos. Nessa cena, eu estou falando com meus sócios. São as pessoas que tenho para sair de mim, extravasar. São meus sócios há mais de sete anos”, afirmou ela.

“Nesse negócio, a culpa acabou caindo para mim, mas não foi bem assim a história. Eles inventaram um negócio de última hora, a gente não podia falar tanto do que realmente foi. A culpa caiu para dentro de mim, mas tudo bem!”, completou.

MeToo divulga nota de apoio à Anitta
Anitta junta hits em único vídeo para celebrar 10 anos de carreira

Anitta revela ter sido vítima de estupro aos 14 anos

Ainda, a estreia de Anitta: Made In Honório trouxe um relato inédito, forte e comovente de Anitta. A artista, que nasceu e foi criada no baixo do subúrbio do Rio de Janeiro, contou no primeiro episódio que foi vítima estupro, aos 14 anos de idade. Foi a primeira vez que ela falou sobre o assunto delicado.

“Eu nunca expus isso em público. Eu sempre me coloquei numas relações meio abusivas.  Quando eu tinha 14 para 15 anos, conheci uma pessoa. Eu tinha medo dele, ele era autoritário comigo, falava de forma autoritária. Eu era diferente quando eu era adolescente, não era como eu sou hoje em dia", iniciou o relato.

Anitta detalhou como ocorreu e destacou que teve muito medo.

“Ele estava muito nervoso, muito estressado. Eu estava com bastante medo das reações dele e eu acabei perguntando se ele queria ir para um lugar só nós dois. Rapidamente, na mesma hora, ele parou o estresse dele e perguntou se eu tinha certeza. Eu falei que sim. Mas hoje eu tenho plena certeza que eu falei que sim, porque eu tinha muito medo do estresse dele", disse.

Chorando copiosamente, a artista seguiu.

"Quando eu cheguei lá, eu realizei que não era certo fazer aquilo por medo e eu falei que não queria mais. Mas ele não ouviu. Ele não falou nada. Ele só seguiu fazendo o que ele queria fazer. Quando ele acabou, ele saiu, foi abrir uma cerveja e eu fiquei olhando pra cama cheia de sangue”.

Por muito tempo, Anitta conviveu com o sentimento de culpa e destacou que se livrou dele recentemente.

"Faz muito pouco tempo que eu parei de achar que isso é culpa minha, que eu causei isso para mim. Eu sempre tive medo do que as pessoas iam falar: como ela pode ter sofrido isso e hoje ser tão sexual, ser tão aberta, fazer tanta coisa'. Eu não sei. O que eu sei é que eu peguei isso que eu vivi e transformei em uma coisa para me fazer sair por cima, sair melhor".