Notícias às 17:51

Após 16 anos, Narjara Turetta volta às novelas da Globo

OFuxico

Longe das novelas desde 2001, quando atuou em Vidas Cruzadas, da Record e após um hiato bem grande longe da tevê, Narjara Turetta retoma a carreira. Ela gravou, no último sábado, 23, cenas de Páginas da Vida, da Globo. E, no meio da tarde desta segunda-feira, 25, ela foi avisada pela produção de que ficará fixa no elenco.

Narjara estreou como atriz ainda criança, na novela Papai Coração, da Tupi, em 1976. E teve seu auge na adolescência quando, aos 12 anos, interpretou a Elisa no seriado Malu Mulher, ao lado de Regina Duarte, na Globo, entre 1979/80.

Agora, na trama de Manoel Carlos, ela faz Inesita, empregada e confidente da artista plástica Tônia, papel de Sônia Braga. A cena deve ir ao ar no capítulo da próxima quarta-feira, 27.

A Central Globo de Comunicação (CGCOM), que confirma a contratação da atriz, adianta que nos novos capítulos entregues pelo autor, a personagem dela ainda não volta a aparecer.

“Nunca perdi a fé nesse período, em que estive fora da televisão, por isso considero esse retorno um acontecimento divino. Antes mesmo de saber se ficaria na novela, foi muito bacana a minha participação, porque gente que não era do meu tempo da Globo, veio me desejar boa sorte. Sem falar que contracenar com a Sônia Braga foi o máximo. Quando disse a ela que estava com dificuldade de pegar o tom, porque não fazia novela há cinco anos, a Sônia me respondeu que isso não era nada, porque ela ficou 20 anos. Criamos um clima de cumplicidade e ela, em cena, já falou para não chamá-la de dona Tônia”, conta Narjara, em conversa com o site OFuxico.

Narjara está afastada das novelas globais desde 1990, quando atuou em Gente Fina, embora seu último contrato com a emissora tenha terminado no final de 1998 e ter feito depois participações no Você Decide e no Zorra Total.

Para completar a felicidade de Narjara, ela está voltando à telinha em uma novela de Manoel Carlos, seu velho conhecido: “Foi o Maneco quem escreveu para Malu Mulher o episódio em que a Elisa ficava menstruada. E depois, eu fiz a novela Baila Comigo,  escrita por ele, no papel de Flora, irmã da Fauna, que era a Fernandinha Torres”, recorda, sorridente. 

O convite

A mãe de Narjara, Maria Antônia, conta como surgiu o convite para Narjara atuar em Páginas da Vida, inicialmente como uma participação: “O convite foi feito pelo Jayme Monjardim (diretor de núcleo e geral de Páginas da Vida) após ter visto uma reprise do SuperPop, na Rede TV!, em que a minha filha falava das dificuldades financeiras enfrentadas e de sua vontade de retomar a carreira artística.”

Maria Antônia lembra também de uma coincidência que está ocorrendo nessa história toda:  

“É o fato de minha filha contracenar com a Sônia Braga. Recentemente, quando o Vídeo Show estava relembrando a história da Sônia, antes de ir fazer carreira internacional nos Estados Unidos, foi exibida uma gravação de quando ela atuava no infantil Vila Sésamo. A Narjara aparece, fazendo figuração. Era tão pequena nessa época, que nem se reconheceu na gravação. Devia ter uns seis anos. Agora, aos 40 anos, ela tem a chance de trabalhar com a Sônia Braga. Vai ser muito bom também ela ter a oportunidade de atuar de novo com a Regina Duarte, que fazia a sua mãe em Malu Mulher”, conta dona Maria Antônia.

Venda de água de coco para sobreviver

O afastamento involuntário da telinha trouxe dissabores a Narjara que, para sobreviver, conseguiu licença da prefeitura carioca para vender água de coco em um carrinho, que fica estacionado na rua Inhangá, em Copacabana, zona sul do Rio, próximo de sua residência. Esse pequeno negócio, que se tornou a fonte de sustento fixo dela e da mãe, funciona há mais de quatro anos, mas, nos últimos três meses, quem está atendendo a freguesia é a mãe de Narjara.

“Nesse período, minha filha esteve trabalhando no comitê de um político e, por isso, eu fico vendendo a água de coco. A Narjara tem muitos fãs e, principalmente, quando ela aparece na televisão falando do seu afastamento das novelas, aumenta muito o número de pessoas que procuram o nosso carrinho. Todos lembram dela no Malu Mulher e dão a maior força para ela retomar a carreira. Aí, minha filha responde: ‘eles não me querem’”, conclui a mãe da atriz.