Notícias às 18:00

Após morte de Chadwick Boseman, crescem doações contra câncer

Reprodução/Instagram

Chadwick Boseman, ator conhecido por viver o Pantera Negra, infelizmente morreu na noite da última sexta-feira (28), vítima de um câncer de cólon.

Desde então, diversos fãs ficaram realmente tocados com o acontecimento, inclusive atores famosos e amigos do astro, cujo legado será de um verdadeiro super-herói.

Por conta disso, diversas pessoas estão buscando maneiras de ajudar na luta contra essa forma do câncer, que é a terceira que mais acomete os cidadãos dos Estados Unidos.

De acordo com o site TMZ, Anjee Davis, presidente da Fight Colorectal Cancer, sua organização já arrecadou quase 55 mil reais em doações desde sexta-feira, além de um enorme impulso em engajamento e apoio nas redes sociais. Ele também espera que as pessoas façam exames preventivos, examinem seu histórico familiar de câncer e fiquem atentos a sinais e sintomas.

Michael Sapienza, CEO da Colorectal Cancer Alliance, afirmou que a morte de Chadwick trouxe "a mudança mais monumental" na forma como as pessoas veem a doença, além de encorajar o público a ser mais aberto a discutir o câncer de cólon para se livrar do estigma, já que o mal tem afetando cada vez mais pessoas jovens como Chadwick Boseman.

Por fim, Cindy Borassi,presidente interina da Colon Cancer Foundation, apontou o crescente impacto sobre os americanos mais jovens e acrescenta que, para piorar as coisas, os exames diminuíram devido à pandemia. Ela afirmou que, às vezes, é preciso uma tragédia com uma "personalidade maior do que a vida", como Boseman, para aumentar a consciência e o apoio das pessoas.

Ainda, ela revelou que as doações para sua organização cresceram em 300% desde a revelação da morte do astro, acreditando também que o falecimento do astro resultará em apoio de empresas como a Disney e a Marvel na luta contra o câncer de cólon.

O que você achou do avanço da luta contra o câncer de cólon após a morte de Chadwick Boseman?