Notícias às 19:30

Ator de Pantera Negra é indicado a prêmios após sua morte

Divulgação

2021 será um ano de homenagens para Chadwick Boseman. O ator, que atuou nos filmes Captain America: Civil War (2016), Pantera Negra (2018), Avengers: Infinity War (2018) e Avengers: Endgame (2019) entre outros, morreu no ano passado após uma batalha secreta de vários anos contra um câncer de cólon. As indicações são para dois NAACP Image Awards, prêmio concedido pela Associação Nacional Americana para o Avanço das Pessoas Negras, para homenagear artistas excepcionais no cinema, televisão, música e literatura.

As nomeações foram anunciadas na última terça-feira, 2, por Chloe Bailey, Anika Noni Rose e Nicco Annan, junto com T.C. Carson e Erika Alexander, na página do Instagram da organização. Boseman  foi  indicado por sua atuação nos filmes da Netflix Da 5 Bloods e Ma Rainey’s Black Bottom.

A Netflix foi a empresa mais indicada, com 48 menções a projetos, incluindo Da 5 Bloods, Ma Rainey's Black Bottom, Bridgerton  e #blackAF.

A atriz Regina King, que ganhou um Oscar em 2019, também concorre ao prêmio como diretora de Uma Noite em Miami, que recebeu quatro indicações. O filme da Amazon Studios imagina um encontro entre Malcolm X, Muhammad Ali, Jim Brown e Sam Cooke em um quarto de hotel, onde eles discutem seus respectivos papéis no movimento pelos direitos civis na década de 1960.

King vai concorrer ao prêmio de artista do ano com Tyler Perry, Viola Davis, Trevor Noah e D-Nice, o DJ que criou um remédio virtual para a tristeza em tempos de confinamento pela pandemia com Homeschool at Club Quarantine em seu Instagram Live.

A cerimônia do NAACP Image Awards homenageando artistas negros, vai ao ar em 27 de março na CBS, mas também poderá ser vista simultaneamente nos canais BET, MTV, VH1, MTV2, BET HER e LOGO.

Reconhecimento

Taylor Simone Ledward, viúva de Chadwick Boseman, recebeu com lágrimas, de maneira virtual, um prêmio póstumo, quando ele foi homenageado na premiação Gotham Awards, realizada no mês passado na cidade de Nova York.

A revista Variety reporta que Boseman foi homenageado em discursos de aceitação de Viola Davis, Riz Ahmed e do diretor André Holland, que trabalhou com Boseman na cinebiografia de Jackie Robinson, 42. Também foi exibido um vídeo tributo com cenas de todos os filmes do ator.

O discurso mais emocionante veio da esposa de Boseman que, em lágrimas, aceitou o Prêmio Tributo a Ator em nome do marido.

“Como artista, ator e pessoa, Chad tinha o hábito de dizer a verdade. Ele é a pessoa mais honesta que já conheci, porque não se limitou em dizer a verdade, ele a procurou ativamente – em si mesmo, nas pessoas ao seu redor e no momento. E assim foi como ele viveu sua vida, dia após dia. Imperfeito, mas determinado", afirmou a sra. Boseman  dizendo que seu mantra lhe permite viver sua vida ao máximo todos os dias.

"Ele percebeu que quando alguém é capaz de reconhecer que sua força não vem de si mesmo, eles raramente erram", disse Ledward. "Isso é o que ele fazia quando estava atuando. Não apenas contando uma história ou lendo linhas de uma página, mas modelando para nós um caminho de verdadeira realização".

Ela terminou seu discurso emocionada, dizendo: "Chad, obrigada. Eu te amo. Estou muito orgulhosa de você. Continue nos iluminando com sua luz.

A estrela de Pantera Negra morreu após uma batalha particular de anos contra o câncer de cólon aos 43 anos, em agosto passado.

Natural de Los Angeles, Chadwick Aaron Boseman foi ator, diretor e roteirista. Ele ficou muito conhecido por interpretar figuras históricas como Jackie Robinson em 42 (2013), James Brown em Get on Up – A História de James Brown (2014) e Thurgood Marshall em Marshall (2017). Atuou ainda em Captain America: Civil War (2016), Pantera Negra (2018), Avengers: Infinity War (2018), Avengers: Endgame (2019), 21 Bridges (2019), Da 5 Bloods (2020) e Ma Rainey's Black Bottom (2020), seu último filme.  Foi também dublador.