Notícias às 11:55

Autora diz que Alta Estação não faz merchandising social

Divulgação

Ao completar duas semanas de exibição, Alta Estação, novela das 18h da Record, tem deixado a autora Margareth Boury satisfeita com o resultado da trama, que tem atingido cinco pontos de média, seis de pico e 9% de participação no Ibope.

Nesse período, entre tantas outras situações enfrentadas pelos personagens, uma que chamou a atenção – e despertou gargalhadas nos telespectadores – foi a que o bonitão Eduardo (Daniel Aguiar), depois de assaltado na praia, fica apenas de cueca. A autora garante que não vai fazer merchandising social contra a violência ou qualquer outro tema.

“Tenho dito, com alguma freqüência, que não pretendo fazer merchandising social. Vou tocar em temas como violência sem maniqueísmo, É pano de fundo para a trama. O assalto ao Eduardo é uma fatalidade, ele se deixa enganar por duas garotas e é depenado na praia”, resume Margareth Boury.

A autora justifica a posição adotada: ”Não quero fortalecer mais ainda o medo das pessoas. A essa altura, quem não sabe que andar sozinho à noite em determinados lugares, deixar vidro de carro aberto, não avisar onde está, não mora nesse país”, conclui.