Notícias às 01:00

Beyoncé se pronuncia sobre boato de show em Las Vegas

Reprodução/Instagram

Depois de muitos boatos envolvendo o nome de Beyoncé e um contrato milionário para várias apresentações em Las Vegas, no primeiro semestre de 2020, a cantora e seus representantes esclareceram a notícia e informaram que a informação é falsa.

Pelo menos até agora Beyoncé não assinou nenhum contrato e nem está planejando uma série de shows em Las Vegas, seguindo os passos de vários artistas como Jennifer Lopez, Mariah Carey, Britney Spears, Celine Dion.

De acordo com a revista Variety, o representante de Beyoncé confirmou que os rumores são falsos. Notícias anteriores diziam que a popstar estava planejando anunciar uma residência na primeira metade de 2020, e que ela seria a artista mais bem paga da cidade.

Os fãs da artista se empolgaram quando a notícia foi divulgada e foram às redes sociais para se manifestarem sobre as apresentações.

"Meu sonho feito realidade… Beyoncé em Las Vegas em 2020, começando a economizar", comentou uma fã no Instagram.

"Totalmente preparado para gastar US$ 3 mil. Faria qualquer coisa para estar na primeira fila. É sério", escreveu um usuário no Twitter.

Outro comentou: "Ela é mãe de três filhos, perto dos 40 anos… a coisa mais lógica é que ela e sua família se apresentem todos os dias, mas também cuide de seus filhos e seu corpo", tweetou outra pessoa. "Uma turnê deve ser exaustiva, então ela fazendo ou não, vou apoiar".

Beyoncé se apresentou em Vegas durante sua turnê I Am, no Wynn Las Vegas em 2009, e no momento não tem nada planejado por ela ou seus produtores.

Recentemente, a cantora lançou seu documentário Homecoming. O programa foi nominado a seis Emmys. Ela também emprestou sua voz a Nala, no remake da Disney O Rei Leão, junto com um álbum chamado The Gift.

Esta semana em uma entrevista sincera à revista ELLE, Beyoncé revelou que sofreu vários abortos antes de conseguir engravidar de Blue Ivy:

"Comecei a procurar um significado mais profundo quando a vida me ensinou lições que eu não sabia que precisava. O sucesso parece diferente agora. Aprendi que a dor e a perda eram um presente. Esses abortos me ensinaram que eu tinha que me cuidar antes de ser mãe de outra pessoa, então eu tinha Blue e a busca pelo meu propósito ficou mais profunda. Eu morri e renasci no meu relacionamento comigo mesma e essa busca pelo meu verdadeiro eu se tornou mais forte", justificou.