Notícias às 00:31

Biógrafo de Príncipe Charles chama Meghan Markle de interesseira

Grosby Group

Segundo a revista Gala, Tom Bower, o biógrafo do príncipe Charles, não gosta de Meghan Markle.

O escritor inglês de 73 anos chamou a esposa do príncipe Harry de 'egoísta e interesseira' em uma entrevista ao programa britânico Good Morning Britain.

Sem hesitar, o homem disse que o único interesse de Meghan é o dinheiro:

"Ela quer ganhar dinheiro com a família real", acusa.

Tom Bower afirmou ao talk show que, para ele, o plano de Meghan desde que conheceu Harry era simples:

"Ganhar dinheiro graças à família real e, em particular, à marca 'Sussex Royal', que ela não poderá mais usar para fins comerciais.".

Além disso, o biógrafo acrescenta que Meghan Markle é uma mulher 'egoísta e desagradável', preocupada apenas com seus próprios interesses.

Proibição de uso da marca Sussex Royal

Segundo a revista Hello! o príncipe Harry respondeu através de um comunicado à notícia da proibição do uso da marca Sussex Royal no futuro, quando ele e Meghan Markle deixarem oficialmente de serem membros seniors da realeza inglesa.

Após o acordo alcançado entre a Rainha Elizabeth e os Duques de Sussex em janeiro foi aberto um período de transição para facilitar a adaptação dessa nova fase, e com esse acordo eles já não poderão usar a palavra 'royal' (real) em seus projetos comerciais.

Na sexta-feira (21), um porta-voz dos Duques anunciou que o casal deixará de usar a marca 'Sussex Royal' a partir de 31 de março, quando não represente mais a coroa britânica. Comenta-se que, embora eles continuarão sendo Duque e Duquesa de Sussex, o nome da página do Instagram Sussex Royal também deverá ser trocada.

Mas Harry aproveitou para dar uma nova 'alfinetada' na família, ao comentar que 'nem a Casa Real e nem o Governo inglês' tem o direito de proibir o uso da palavra 'royal' (real) fora das Ilhas Britânicas.

"Embora não exista jurisdição da monarquia ou do governo sobre o uso da palavra 'royal' no exterior, o duque e a duquesa de Sussex não tem intenção de usar 'Sussex royal' ou qualquer variante da palavra 'royal' em qualquer território (nem no Reino Unido nem no exterior) quando o período de transição terminar na primavera de 2020", diz o texto publicado pelos duques sobre a decisão da rainha.