Notícias às 09:46

Bolsonaro desbanca Trump e é eleito Personalidade do Ano pela revista ‘Time’

Bolsonaro fazendo coraçãozinho

Foto: Reprodução/ Twiter @jairbolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro venceu a votação popular da revista americana “Time” como a personalidade do ano de 2021, com 24% do total dos nove milhões de votos destinados por usuários. O ex-presidente americano Donald Trump ficou em segundo lugar, com 9% dos votos. Os resultados foram divulgados pela revista na terça-feira, 07 de Dezembro, e precedem o principal anúncio das pessoas mais influentes, escolha dos editores, a ser divulgado no próximo dia 13. Por enquanto, apenas uma pessoa brasileira está na lista da “Time”: a empresária Luiza Helena Trajano, dona da Magalu.

Bolsonaristas, claro, celebraram a notícia nas redes sociais. Contudo, como os votos poderiam ser feitos pelos leitores do veículo de comunicação, o resultado gerou controvérsias, até porque, ao longo do ano, o chefe do executivo federal foi massacrado pela mídia de outros países principalmente por conta da má gestão na pandemia, a destruição da Amazônia, o negacionismo e péssima relação com líderes mundiais no G-20.

Na nota anunciando a vitória de Bolsonaro na votação on-line, a “Time” disse que “o controverso líder, candidato à reeleição em 2022, enfrenta uma desaprovação crescente pela sua gestão da economia e críticas generalizadas de políticos, tribunais e especialistas em saúde pública, por minimizar a severidade da Covid-19 e mostrar ceticismo em relação à vacina”.

A revista acrescentou que o Jair Bolsonaro é investigado pelo Supremo Tribunal Federal, por ter afirmado falsamente que a vacina contra a covid-19 pode aumentar as chances de contrair AIDS.

“Um relatório do Senado brasileiro em outubro recomendou que o Presidente seja acusado de vários crimes por má gestão da pandemia, que já matou mais de 600.000 pessoas no Brasil. Bolsonaro tem negado repetidamente qualquer ato ilícito”, acrescentou a “Time”

Depois de Bolsonaro e Trump, aparecem como os mais votados na eleição popular da Time de 2021 os profissionais da linha de frente na luta contra o coronavírus (6,3%), o militante anticorrupção russo Alexei Navalny (6%) e os cientistas que desenvolveram a vacina contra a covid-19 (5,3%).

Em 2020, venceram os profissionais essenciais na luta contra a pandemia e ocupando o segundo lugar o médico Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas americano – que combateu a desinformação contra o coronavírus e se tornou um dos principais alvos de ataques de redes trompistas. Os bombeiros ficaram com a terceira posição, ativistas do movimento “Black Lives Matter” ficaram no quarto lugar, sucedendo o atual presidente americano Joe Biden.

Veja +: Bolsonaro se filia ao PL e Thammy Miranda anuncia saída do partido

ENQUANTO ISSO ELE COMEMORA, PRIMEIRA DAMA VIRA CHACOTA

Um vídeo de uma comemoração pela conquista da vaga no Supremo Tribunal Federal (STF) por André Mendonça dividiu opiniões na internet desde a aprovação do indicado de Jair Bolsonaro em sabatina no Senado Federal. Nas imagens, quem se destaca e chama atenção é Michelle Bolsonaro. A primeira-dama aparece celebrando o resultado da sabatina. Ela pula, grita e fala em uma língua incompreensível, o que foi alvo de chacota por alguns internautas. Enquanto outros definiram o caso como sendo de intolerância religiosa, já que essa comunicação faz parte da fé professada por algumas alas da religião evangélica.

O teólogo e deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), integrante da bancada evangélica da Câmara, explicou à Folha de S. Paulo que na doutrina pentecostal – da qual Michelle faz parte – algumas pessoas se expressam em outra língua sob a presença do Espírito Santo. Essa língua, no entanto, não é um idioma conhecido e não tem uma tradução. O parlamentar também comentou sobre as críticas que a primeira-dama recebeu e citou a intolerância religiosa.

“Você não vê essas mesmas críticas quando (baixam) aqueles espíritos em pai de santo. Pelo contrário. Acham que é cultura e respeitam quando [os pais de santo incorporados] falam aquelas coisas que ninguém entende”, disse.

Nas redes sociais, políticos como a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), forte aliada de Jair Bolsonaro, e o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, se manifestaram em defesa de Michelle.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS
Polêmica no Prêmio Multishow começa com discussão sobre diversidade
A Fazenda 13: Quem deve vencer a Prova do Fazendeiro?
Rebel Wilson desabafa sobre perda de peso

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!