Notícias às 13:40

Camila Queiroz sobre sair de casa: ‘Foi difícil’

Reprodução/Instagram

Camila Queiroz foi a entrevistada da vez no podcast Simples Assim, comandado por Angélica. Em um papo emocionante e descontraído, a atriz falou da sua trajetória, da relação com a família e dos planos para o futuro.

Camila começou a carreira muito nova. Aos 14 anos, saiu da sua casa, em Ribeirão Preto, para morar em São Paulo e correr atrás dos seus sonhos. Dois anos depois, aos 16, foi para o Japão. A atriz comentou como foi passar por essas mudanças tão cedo e contou quais foram as dificuldades que teve que enfrentar.

Camila Queiroz exibe clique romântico com Klebber Toledo
Klebber Toledo flagra Camila Queiroz em momento fofo

“Eu era muito nova, né? Eu não tinha muita noção do que era ir morar sozinha em São Paulo com 14 anos. Eu estava estudando ainda, e isso também foi um desafios daquela época. Eu ia para São Paulo e ficava duas semanas, combinava com os professores e na volta (para Ribeirão) eu fazia todas as provas. No último ano, eu não consegui mais fazer isso e acabei terminando o colégio em São Paulo mesmo. Mas foi difícil, eu tive que aprender a fazer mercado, a fazer a minha própria comida, a não me perder naquele tamanho de cidade que é São Paulo”, contou.

“Para mim, a maior dificuldade era ficar longe da minha família, dos meus amigos, morando em um apartamento com 15 meninas, cada uma de um canto de um país, com uma educação e uma cultura diferente”, completou. 

Camila ainda falou do quanto os seus pais a apoiaram em todas as suas decisões, mesmo que para eles fosse difícil ver a filha bater as asas para o mundo tão cedo. 

“Meus pais nunca colocaram nenhum empecilho, sempre me apoiaram e me deram suporte para aquilo acontecer. Ao mesmo tempo que com certeza era pior para eles, eles nunca me travaram e nunca deixaram passar qualquer insegurança ou medo para eu poder ir”, contou a atriz.

Camila Queiroz se justifica por não usar máscara em passeio de bike

Em um momento da sua vida, porém, a sua vida mudou. Há cerca de três anos, Camila perdeu o pai enquanto gravava os primeiros episódios da novela Pega Pega, da Rede Globo. A atriz estava em Foz do Iguaçu quando voltou para ver o pai, que já estava na UTI, no final de semana em que ele morreu.

“Fui direto para casa, cheguei, vi o meu pai na sexta e no sábado. No sábado à noite ele faleceu. Na terça-feira eu já estava voltando para o Rio para gravar a novela”, contou.

“A primeira minha primeira cena que eu gravei depois de ter perdido o meu pai, foi com o Caruso, que era o meu avô, infartando”, compartilhou a atriz. “Eu lembro que a gente estava gravando no hotel e eu comecei a chorar muito. Eu vi o Caruso deitado naquela maca e eu lembrei do meu pai deitado na cama do hospital e eu falei: ‘Eu não consigo’. E aí eu fui lá para trás do cenário e chorei, até que eu pensei: ‘Se o meu pai ainda estivesse internado, o que ele desejaria era que eu tivesse força para fazer o meu trabalho’. Então eu me agarrei naquilo e falei: ‘Vou gravar’. Mas foi difícil, não foi fácil”, continuou. 

Camila Queiroz aprende a surfar na praia com Klebber Toledo

Casada com Klebber Toledo, a atriz ainda falou dos planos em ter filhos, algo que ela revelou ser muito questionado em entrevistas. 

"A gente está trabalhando muito, graças a Deus. Tem a novela, eu tinha um filme para fazer esse ano e não consegui, seria meu primeiro filme. Então, vamos ver. Não estou pensando muito em quando vai ser. Qualquer hora eu apareço grávida", disse ela.

Walcyr Carrasco sobre Verdades Secretas: 'Me desafiei'

Camila ainda revelou que os dois já conversaram sobre aumentar a família, mas que ainda não têm planos.

"Com essa pandemia, que atrasou todos os nossos projetos de trabalho, acho que tudo deu uma adiada. Mas a gente não tem planos", contou.