Notícias às 05:01

Casa de Cara Delevingne tem túnel secreto em forma de vagina

Cara Delevingne posa em jardim, sem maquiagem

Cara Delevingne posa em jardim, sem maquiagem (Foto: Reprodução Instagram)

Cara Delevingne abriu as portas de sua mansão para a revista Architectural Digest e mostrou cada cantinho do lugar que ela ajudou a decorar com seu estilo e extravagância.

Mas uma das áreas de sua casa é, sem dúvida, a que recebe mais atenção: ela tem um túnel secreto em forma de vagina. Ela escancarou as portas de seu ‘teatro adulto’, revelando que tem um balanço e um poste de stripper, e também uma passagem secreta construída no estilo das partes íntimas de uma mulher.

A revista Architectural Digest explicou: “Uma pessoa entra no chamado canal de renascimento através de uma escultura suave de vulva e então começa a rastejar para fora de uma porta redonda de máquina de lavar que sugere um anus”.

Veja+: Cara Delenvingne relembra a amizade do avô com Príncipe Philip

Dentro da casa de tijolos brancos, Cara se divertiu com sua decoração e cada quarto tem um tema diferente, incluindo um salão de jogos, e uma piscina gigante de bolinhas, que segundo Cara ajudam a eliminar o estresse.

Ela disse: “O significado que eu tenho desta casa é nunca crescer, sabe? Sempre mantenha algum tipo de inocência ou alegria infantil ou apenas a necessidade de diversão. Eles são realmente ótimos para o estresse. Você não pode chorar em uma piscina de bolinhas. Eu tentei.”, comenta.

A casa de Los Angeles é decorada com alguns toques peculiares e únicos, incluindo uma prancha de surfe Chanel e uma guitarra assinada pelo falecido David Bowie, enquanto o jardim de Cara possui uma piscina e dois trampolins.

“Ainda parece um lar. Tem uma sala de jantar e uma sala de estar adequadas e uma cozinha excelente”, explica.

Veja +: Kaia Gerber e Cara Delevingne fazem tatuagem e provocam rumores de namoro

Sexualidade

A modelo Cara Delevingne participou, recentemente, do podcast Goop, comandado por Gwyneth Paltrow, e revelou que teve pensamentos suicidas enquanto descobria a sua sexualidade. A famosa, que se identifica como pansexual – quem sente atração por alguém independente do gênero biológico ou identidade de gênero – não aceitava a si mesma e chegou a se “enojar” com a ideia de ter um parceiro do mesmo sexo.

“Eu cresci em uma família antiquada. Eu não conhecia ninguém que fosse gay. Eu não sabia que isso existia e, na verdade, acho que enquanto crescia não tinha consciência de que eu era homofóbica”, desabafou ela.

Cara também ressaltou a dificuldade que sentiu quando percebeu que sentia-se atraída por mulheres.

“A ideia de ser do mesmo sexo [do parceiro]… eu tinha nojo disso, de mim mesma. Eu fica naquela de: ‘ah, meu Deus, eu nunca faria isso, isso é nojento'”, assumiu.

Ashley Benson diz motivo de não expor relacionamentos

Toda essa pressão fez com que a atriz atribuísse a “depressão massiva e os momentos suicidas da minha vida” ao fato de gostar de mulher “porque eu tinha muita vergonha de ser isso”. Entretanto, hoje ela compreende como é de fato. “Mas na verdade essa é a parte de mim que eu amo tanto e aceito”, explicou.

Porém, os questionamentos ainda rondam Cara. “Há uma parte de mim onde eu penso: “eu gostaria de poder ser hétero’. Ainda existe esse lado disso. É muito complicado”, contou.