Notícias às 06:00

CBS cobrou fortuna por comerciais em entrevista de Oprah com Duques de Sussex

Reprodução/Vídeo

A emissora de televisão americana CBS embolsou uma soma milionária em comerciais com a entrevista de Oprah Winfrey com Meghan Markle e o Príncipe Harry, no horário nobre de domingo passado (7 de março). Segundo a revista OK! quando a entrevista dos Duques de Sussex foi ao ar, a CBS estava cobrando cerca de US$ 330 mil (R$ 1,6 milhão) para cada anúncio de 30 segundos transmitido durante os intervalos do esperado e polêmico programa. 

Além disso, Oprah e sua produtora Harpo, responsável pela entrevista, teriam arrecadado de US$ 7 milhões a US$ 9 milhões para vender os direitos de transmissão da entrevista com os Duques para a rede CBS. 

Embora se diga que Príncipe Harry e Meghan Markle não cobraram nada para sentar-se com a apresentadora e expor os dramas de sua vida,  eles podem ter recebido um valor milionário para sua fundação Archewell, por meio de uma doação privada de Winfrey. 

Irmã de Meghan reage à entrevista

 

A meia-irmã de Meghan Markle, Samantha, foi entrevistada na segunda-feira (8) de maneira virtual no programa Inside Edition para discutir com os apresentadores a entrevista bombástica de sua irmã com Oprah Winfrey. E Samantha, que prepara o lançamento de um livro sobre sua vida com a duquesa de Sussex, não gostou do que ouviu. 

Markle criticou algumas das declarações de Meghan dizendo que 'a verdade foi totalmente ignorada e omitida', enquanto fornecia fotos e documentos para refutar as afirmações da Duquesa de Sussex de que elas não conviviam e não se conheciam. 

Na conversa com Oprah, a apresentadora perguntou à mulher do Príncipe Harry sobre o livro The Diary of Princess Pushy's Sister, que Samantha lançou em janeiro, e ela respondeu que tinha crescido como 'filha única' e alegou que não via a meia-irmã há quase duas décadas. 

"'Acho que seria muito difícil contar tudo se você não me conhece", criticou Meghan. 

Samantha se irritou com a resposta da irmã: "Não sei como ela pode dizer que não a conheço e que ela era filha única. Temos fotos ao longo de nossa vida juntas. Então, como ela pode não me conhecer?" 

No entanto, Samantha Markle forneceu fotos que mostram as duas juntas ao longo dos anos, incluindo uma delas na formatura da faculdade em 2013. 

A Duquesa também afirmou que Samantha só mudou seu sobrenome de volta para Markle depois que Meghan começou um romance com Harry. 

"Ela mudou seu sobrenome de volta para Markle … somente quando eu comecei a namorar Harry. Então eu acho que isso diz o suficiente", comentou. 

Mas Samantha insistiu que também estava longe da verdade: "Eu era uma Markle antes dela. Achei meio estranho que ela dissesse que eu só mudei meu nome de volta quando ela conheceu Harry.  Markle sempre foi meu nome.", disse, mostrando ao programa um pedido para mudar seu nome, que datava de dezembro de 1997, e seu diploma universitário, que diz Samantha M. Markle. 

A mulher também foi questionada sobre a declaração de Meghan sobre seus pensamentos suicidas:  “A depressão não é uma desculpa para tratar as pessoas como trapo e descartá-las”, alfinetou Markle.

Pai de Meghan Markle não acredita em racismo na família real citado pela filha
Rainha Elizabeth II quebra silêncio e avisa que racismo será investigado