Notícias às 14:00

‘Cheguei morrendo de medo e vocês foram maravilhosos’, diz Regina Casé ao finalizar Amor de Mãe

Reprodução/Instagram

A emoção que muita gente sentiu em casa, diante do desfecho de Amor de mãe, não foi diferente do que o elenco sentiu. Principalmente Regina Casé, que brilhantemente deu vida à matriarca Lurdes. E na noite de sexta-feira (09), após a exibição emocionante do último capítulo da novela de Manoela Dias, Regina postou em suas redes sociais um vídeo inédito com imagens de bastidores após a gravação da última cena que ela gravou, a do reencontro com Domênico (Chay Suede) na estrada.

A artista propôs um brinde com os colegas de equipe e lamentou que outros autores não estivesses ali naquele momento. Chorando, ela agradeceu pelo empenho de todos e confessou que sentiu muito medo na retomada do trabalho. Regina não atuava em uma novela desde 2001, quando fez As Filhas da Mãe, na Globo.

Regina Casé se emociona com cenas de Lurdes no Mais Você: ‘É a minha homenagem às mulheres guerreiras’

“Eu estava morrendo de medo não só dessa cena, de tudo. Eu não sabia como ia ser, eu nunca faço novela.eu estava como uma menininha que muda de escola, que vai para uma escola grande. Cheguei morrendo de medo e vocês foram maravilhosos!, disse.

Na legenda do vídeo, ela voltou a exaltar a equipe.

“Viva Lurdes! Esse elenco, essa equipe… parecia um grupo de teatro quando eu estava começando ou então aquele filme que você faz sem grana. Sabe aquela dedicação, aquela paixão? Todo mundo super grudado, querendo muito fazer o melhor o tempo todo? Foi assim na novela Amor de mãe!, escreveu.

Amor de Mãe: Regina Casé reage ao encontro de Lurdes com filhos

“Agradeço à todos, absolutamente todos, pelo jeito que vocês me receberam e cuidaram de mim. Já estou morrendo de saudades! Não sei como eu vou fazer longe de vocês e mais ainda, longe da Dona Lurdes”, destacou.

Em entrevista coletiva on-line, recentemente, a atriz contou que guarda alguns itens da personagem, que considera um marco em sua trajetória.

"Foi tudo tão lindo e de uma entrega tão completa que vocês nem fazem ideia. Ela já se tornou uma personagem inesquecível para mim. A bolsa da Lurdes, a toalhinha e os óculos estão pendurados na minha casa. Além das gravações e da Lurdes eu tenho uma recordação muito gostosa da nossa equipe”, disse.

‘Chega de ódio, vamos sair dessa juntos’, diz Regina Casé, sobre pandemia

Pagode no set

Regina Casé contou ainda que costumava gravar aos sábados e fazia questão de se aproximar cada vez mais da equipe. E um pagodinho pra relaxar era o que eles mais gostavam.

“Eu gravava sempre aos sábados na primeira fase. A gente criou um hábito de levar uma caixa de som e fazer um pagode nos sábados de manhã. A gente dançava muito, era ótimo. E dava aquele gás de que a gente ia gravar no sábado, mas que depois poderia ir ao pagode. Ô saudade!"

Regina Casé recebe linda homenagem de Zeca Pagodinho