Notícias às 10:28

Chimbinha nega agressão e busca substituta de Joelma

Reprodução

Na noite de domingo (11), Chimbinha concedeu uma entrevista ao programa Fantástico, da Globo, onde confirmou, publicamente, que traiu Joelma. Ele contou que o fato ocorreu e foi descoberto em outubro passado e que, ao contrário do que tem sido noticiado, ele nunca a agrediu fisicamente.

"Nunca maltratei e nunca vou maltratar. Mas ela não vai conseguir me calar".

Questionado se ainda ama a esposa, Chimbinha disse não saber, por causa das ofensas públicas que tem recebnido de Joelma.

"Olha eu não sei. O que ela tem feito tem me magoado muit. A Banda Calypso não pode acabar. Se não for com ela, vai ser com outra pessoa".

A imagem que ficou guardada na cabeça de Chimbinha foi a de agressão sofrida em um show em Teresina, quando Joelma demorou cinco úsicas para entrar no palco e cantou de cabeça baixa, quando  público começou a jogar objetos no músico.

"A banda Calyso não pode acabar, porque foi um sonho que tive há alguns anos, que deu certo e vai continuar dando certo".

"Tivemos um desgaste muito grande. A gente não conversava mais sobre nós dois, sobre nossa família. Ela pediu o divórcio em maio, amigável, estava tudo certo. Traí sim, isso aconteceu e peço perdão a todo meu público, aos meus filhos, a ela. Já pedi isso a ela, que descobriu em outubro do ano passado, quando pegou uma mensagem no meu celular. Aí eu pedi perdão pra ela e pensei que estava superado. Ela falou que não queria mais viver comigo".

Chimbinha disse que Joelma sofreu influências de uma guia espiritual, que a fazia mudar de atitude toda vez que se encontravam.

"A Joelma tem algumas pessoas que ela considera como guru e que tem influência na vida dela. Entao, tinha hora que ela estava bem comigo, aí saía com essa guru e voltava diferente comigo.  Recebi ameaças por celular e descobri que o número que mandava era da guru dela, da guia espiritual dela".

Em setembro Joelma prestou queixa contra ele e disse se sentir ameaçada.

"Jamais agredi ela, pelo contrário, nunca fui um cara agressivo. Sempre a tratei como uma princesa. Ela é a mãe dos meus filhos. Ela tentou acabar com minha imagem a partir do momento que me proibiu de ver meu filho, aquele momento meu coração se fechou pra essa mulher. Ela podia fazer tudo que quisesse comigo, menos me proibir de ver meu filho", declarou aos prantos.

Agora, Chimbinha afirmou que não subirá mais ao palco até o final do ano, quando o grupo cumpre sua agenda de shows. Mas depois que Joelma sair da banda definitivamente, ele retorna e já busca outra vocalista para seguir a carreira. De acordo com Chimbinha, com o divórcio, tudo será dividido igualmente e a Banda Calypso ficará com ele.

"Dia 31 de dezembro ela se afasta pra seguir carreira solo e eu volto com a Calypso sem Joelma. Sei que não é fácil, ela tem uma imagem forte, ela tem a presença de palco, é diferente. Mas tem uma coisa que a Calypso não é só a voz dela, existe o diferencial, que é eu tocar. Vou procurar uma pessoa pra continuar esse sonho comigo. Tenho coragem e não tenho vergonha de recomeçar".

Sem Chimbinha, Joelma afirma que manterá agenda de shows
Chimbinha teme agressão e não se apresentará no Calypso
Empresário rompe contrato com Joelma e Chimbinha
Joelma sobre confusão em show: ‘Tive medo’
Chimbinha: ‘Decidi sair. Cumpri meu dever profissional’