Notícias às 11:50

Coletiva da campanha #Guguvive será transmitida ao vivo no Youtube

Reprodução

Um ano após a morte de Gugu Liberato familiares do apresentador lançam campanha para conscientização sobre doação de órgãos, a #Guguvive, que terá transmissão ao vivo no Youtube, basta clicar aqui para acompanhar.

Em 22 de novembro de 2019, um trágico acidente doméstico em Orlando, nos Estados Unidos, tirou de cena o apresentador Gugu Liberato, aos 60 anos.

Atendendo a uma vontade dele, seus órgãos, tecidos e ossos foram doados e segundo a Our Legacy, instituição que cuidou de todos os trâmites referentes à retirada, conservação e intermediação com os pacientes necessitados, cerca de 50 pessoas foram beneficiadas com este ato.

Família de Gugu Liberato fala sobre a importância da doação de órgãos

O objetivo da campanha #Guguvive é incentivar as pessoas a seguirem o exemplo de Gugu declarando-se doadoras.

Esta é uma iniciativa da família Liberato no sentido de relembrar o apresentador promovendo algo que sempre marcou a sua vida e carreira, ajudar a quem precisa.

Record TV traz semana de homenagens a Gugu e campanha #GuguVive

Transplantes de órgãos

Informações do Registro Brasileiro de Transplantes dão conta que, em 2019 a taxa de doadores efetivos no Brasil cresceu 6,5%. A grande divulgação na mídia nacional sobre a doação dos órgãos e tecidos de Gugu Liberato, na Flórida, foi um fator decisivo para esse crescimento. No Brasil, 41.455 pessoas aguardam por um órgão (dados do primeiro semestre de 2020).

Somente no primeiro semestre de 2020, 1384 pessoas morreram durante essa espera. A negativa familiar é um dos principais motivos para que um órgão não seja doado no país. Uma das razões para essa recusa é a falta de conhecimento sobre o que é a morte encefálica, além de outros mitos relacionados à doação de órgãos.

Gugu Liberato é lembrado em homenagem a doadores, na Florida