Música e Shows às 08:00

Conheça EXO, grupo importante no universo K-pop

exo se reúne nos bastidores de videoclipe

Divulgação

É difícil pensar em K-pop e não associar rapidamente ao BTS, mas um pouco antes dos gigantes da indústria sul-coreana dominarem o mundo, o grupo EXO já fazia barulho e hoje a banda é tão importante para o universo do K-pop quanto nomes renomados.

Formado em 2012 pela SM Entertainment, o grupo estreou no mundo da música com o single “MAMA” no ano seguinte, formado por doze membros:  Xiumin, Suho, Lay, Baekhyun, Chen, Chanyeol, D.O., Kai, Sehun, Luhan, Kris e Tao. No entanto, eles eram separados em duas subdivisões: EXO-K (sul-coreana) e EXO-M (chinesa).

EXO-K: Chanyeol, D.O, Baekhyun, Kai, Sehun e Suho

EXO-M: Xiumin, Luhan, Kris, Lay, Chen, Tao

Entretanto, processos e polêmicas acabaram movimentando o conjunto e há cinco anos o grupo principal virou somente EXO, tendo nove dos doze integrantes ainda ativos. Só fofoca que edifica!

Apesar das “pedras no caminho”, nenhuma balançou a carreira do agora noneto ao ponto de ele acabar (alívio para o fandom EXO-L). Hoje em dia, o EXO mantém os caminhos musicais com Xiumin, Suho, Lay, Baekhyun, Chen, Chanyeol, D.O., Kai e Sehun.

Veja +: Cantores famosos e a escolha por samples

Estreia aclamada

Com o single “Mama” e o EP de mesmo nome, o grupo levou o prêmio de “Melhor Novo Grupo Asiático” no Mnet Asian Music Awards. Seguindo a boa reputação, o integrantes divulgaram o primeiro álbum de estúdio, “XOXO”, em 2013. Um verdadeiro sucesso de vendas na Coreia do Sul! Tendo músicas em coreano e mandarim, o disco chegou ao topo do chart da Billboard de Álbuns Mundiais com as duas versões, “Kiss” e “Hug”.

Da mesma forma, os singles “Wolf” e “Growl” elevaram ainda mais o nome da banda ao estrelato, recebendo diversos prêmios, principalmente no país coreano, e entrando nas diversas paradas musicais nacionais.

Sobreviventes

Duas equipes paralelas, ou melhor, subunits (subunidades), permanecem de pé. São elas: EXO-CBX (Chen, Baekhyun e Xiumin) e o EXO-SC (Sehun e Chanyeol). Tais divisões, além de serem voltadas aos lançamentos musicais mais específicos, atuam em setores promocionais do próprio grupo.

Primeiro desfalque

Tudo corria muito bem, o EP “Overdose” era recente. Entretanto, em 2014, ano em que realizaram a primeira turnê do grupo, The Lost Planet Tour”, o EXO lidou com a saída de dois integrantes: Kris e Luhan. A dupla entrou com processos contra a SM Entertainment alegando violação de direitos humanos, problemas de saúde e tratamento diferente entre os membros. Tao oficializou sua saída somente no ano seguinte.

Mais para se orgulhar

Em maio de 2015, eles quebraram o recorde da “Billboard 200” como o artista coreano com um álbum na maior colocação no ranking até então, na 95ª posição, graças a “EXODUS”, segundo disco de estúdio.

Veja +: Os 5 maiores recorde do K-pop na atualidade

Terra do Tio Sam, chegamos!

Finalmente, em 2016, o EXO pisou em terras internacionais com a primeira turnê nos Estados Unidos. Todavia, eles não se limitaram e também estiveram no Canadá. Mais louros vieram e em fevereiro daquele ano foram nomeados como as celebridades mais influentes da Coreia do Sul pela “Forbes Korea”.

Manda mais que tá pouco

Já em junho de 2016, “EX’ACT“, terceiro álbum de estúdio, chegou ao mercado. Houve mais de 660 mil pedidos na pré-venda do projeto, dá pra acreditar?! Portanto, a banda entrou novamente para o ranking de Álbuns Mundiais da Billboard e foi o disco mais vendido, mais uma vez, na Coreia. Os singles “Monster” e “Lucky One” entraram para o chart de “Músicas Digitais Mundiais da Billboard”.

Em julho de 2017, o grupo lançou o quarto álbum de estúdio, “The War”. Bem como “EX’ACT”, o disco teve mais de 800 mil pedidos na pré-venda e vendeu mais de 1 milhão de cópias na Coreia do Sul. Contudo, o single do trabalho, “Ko Ko Bop”, acabou como um dos maiores hits da trajetória do EXO até hoje. Também foi mencionado pelo “Guinness World Records”, de 2018, como o grupo de K-Pop que mais havia ganhado Daesangs, um prêmio de excelência, no “Mnet Asian Music Award”, após vencer na categoria” Álbum do Ano” consecutivamente de 2013 até 2017.

Os mais recentes lançamentos do EXO foram os álbuns “Don’t Mess Up My Tempo” (2018), e “Obsession” (2019). Em junho de 2021, eles lançaram o álbum especial (EP) “Don’t Fight The Feeling”, cujo primeiro single foi a faixa-título.