Notícias às 17:50

Coronavírus mata cantora Dulce Nunes, de Pobre Menina Rica

Reprodução/YouTube

Morreu, aos 90 anos, a cantora Dulce Nunes, devido a complicações pulmonares da covid-19. Ela também era compositora, atriz e arquiteta.



Segundo sua afilhada, a pianista e cantora Bianca Gismonti, a morte foi no Rio de Janeiro, na última quinta (4).

Dulce ficou conhecida por gravar o recital Pobre Menina Rica ao lado de Carlos Lyra e Vinicius de Moares, em 1964, quando substituiu a cantora Nara Leão, para quem o projeto foi feito originalmente.



Dulce estudou arquitetura e foi proprietária do escritório Bressane Arquitetura & Interiores.

Devido à sua beleza, foi convidada a fazer cinema nos anos 1950 e estrelou filmes como Estrela da Manhã, de Paulo Gracindo e Dorival Caymmi, e o filme italiano O Noivo da Minha Mulher.



A cultura brasileira perde mais um nome para o novo coronavírus.

A morte da artista acontece às vésperas de seu aniversário de 91 anos no próximo dia 11 de junho, já que nasceu no Rio de Janeiro em 11 de junho de 1929.

 

Sabrina Sato passa mal e faz teste em Zoe para o coronavírus


Munik Nunes já teve coronavírus: 'Achei que era asma'


Príncipe Charles sente falta de abraçar a família


Esposa de Nick Cordero diz que ator fará novo tratamento