Notícias às 18:00

Crítica | O Date Perfeito

Divulgação

O Date Perfeito chega com tudo na Netflix Brasil para aquecer nossos corações, que já estavam com saudade das comédias românticas da plataforma. Com sucessos como Para Todos o Garotos que Já Amei e Sierra Burgess, os filmes mais leves e cheios de romantismo vem fazendo sucesso entre os assinantes.
 
Porém, além do gênero, temos um novo rosto responsável por esse sucesso: Noah Centineo.
Conhecido por fazer alguns trabalhos na televisão, como a série The Fosters, o ator, que tem um carisma sem igual e uma beleza natural no maior estilo “boy next door”, anda aumentando cada vez mais seu fã clube e aumentará exponencialmente com O Date Perfeito.

Diferente de tudo que assistimos de Noah em PTOG e Sierra, o novo filme da Netflix conta a história de Brooks, um garoto que sonha em entrar em uma faculdade de elite, mas não tem grana para bancar. Inteligente, com a ajuda do amigo ele desenvolve um aplicativo onde ele se torna o “date perfeito” para as meninas. Independente da situação que seja, desde um jantar com os pais ou uma exposição de arte, Brooks se adapta e e faz o encontro perfeito acontecer.

Contracenando com Laura Marano, que interpreta Celia, a química entre eles é inegável e gostosa de assistir. Tentando fugir de um roteiro óbvio, apesar de uma estrutura narrativa clichezona, a trama desenrola de forma divertida e que consegue trazer frescor às comédias românticas. 

 
O Date Perfeito é a prova de que é possível usar a estrutura das comédias românticas em roteiros diferentes, carismáticos e impossíveis de resistir.