Notícias às 11:20

Daniel Morozetti, de ‘Chiquititas’, se pronuncia após desaparecer por dias

Foto: Reprodução/ Instagram

Depois de ficar dez dias desaparecido em São Paulo, o ator Daniel Morozetti, de 39 anos, falou pela primeira vez sobre o assunto. O artista, que ficou conhecido por participar da novela infantil “Chiquititas”, usou as redes sociais na noite de terça-feira, 24 de agosto, agradecendo o carinho dos fãs. Ele destacou que “melhor momento” vai contar mais detalhes do sumiço.  

“Boa noite, pessoal. Tudo bem? Eu estou passando aqui para agradecer o carinho de todos vocês e dizer que está tudo bem. No melhor momento a gente conversa, a gente se fala. Obrigado. Gratidão”, disse o artista, por meio do Instagram. 

Incialmente comentou-se que Daniel havia sido localizado e teria, inclusive, feito contato com a mãe. De acordo com o Notícias da TV, a atriz Lilian Blanc, que deu vida a Branca em “As Aventuras de Poliana” (2018), confirmou que Daniel deu notícias de seu paradeiro.

Contudo, a notícia não era real. Daniel teria sido visto pela última vez no bairro de Perdizes, na capital paulista. As características físicas do artista chegaram a ser descritas em cartazes de buscas pela capital paulista. A família se pronunciou e revelou o artista seguia desaparecido.

“Caros, a informação de que o Daniel foi encontrado não é verdadeira. A mãe dele confirmou. Infelizmente, ele segue desaparecido”, escreveu a atriz Luciana Canton, por meio de suas redes sociais.

Veja +: Cartazes em busca de Daniel Morozetti chegaram a ser espalhados em São Paulo

CARRO DO ATOR FOI ROUBADO

Segundo o Boletim de Ocorrência feito pela mãe do artista, Daniel Morozetti estava com o aparelho de telefone celular desligado. Ele trabalha como motorista de aplicativo e teve o carro roubado recentemente. O rapaz receberia o valor da indenização pelo roubo na data em que sumiu.

Conhecido do grande público por viver o personagem Rui na versão mais recente da novela infantil “Chiquititas”, ele também atuou em outras novelas, como “Cidadão Brasileiro”, da Record TV, e “Maria Esperança e Vende-se Um Véu de Noiva”, no SBT.

COMO LOCALIZAR DESAPARECIDOS EM SÃO PAULO

Dados são da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) apontam que a Divisão de Localização Familiar e Desaparecidos da Prefeitura de São Paulo, que atua no atendimento de pessoas que buscam por familiares e amigos desaparecidos, encontrou 221 pessoas no primeiro trimestre de 2021. Em 2020, o serviço municipal chegou a encontrar 579 pessoas.

Caso você esteja em busca de um desaparecido, o registro do boletim de ocorrência é a primeira ação a ser feita e não é necessário aguardar 24h ou 48h. A medida deve ser tomada nos casos em que as pessoas fujam da rotina.

Caso não seja possível fazer o B. O. numa delegacia, o boletim pode ser feito via internet por meio do site http://www.ssp.sp.gov.br/nbo.

Para efetuar o registro é necessário o fornecimento dos telefones de contato e um e-mail para o recebimento do boletim eletrônico.

Também é importante entrar em contato com outros familiares próximos, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e o Samu para ver se houve alguma ocorrência com aquela pessoa nesse período em que foi notado o desaparecimento.

Após o registro é possível solicitar os serviços da Divisão de Desaparecidos por meio do WhatsApp (11 97549-9770), Facebook (https://www.facebook.com/DHDesaparecidos/), e-mail: desaparecidos@prefeitura.sp.br, ou preencher o formulário disponível no site da SMDHC.

O trabalho começa após o preenchimento do formulário, com uma pesquisa para verificar se o desaparecido tem passagens nos equipamentos de Saúde e Assistência Social

PRINCIPAIS NOTÍCIAS

Agora adulto, ‘bebê’ que estampou capa de disco do Nirvana processa a banda

José de Abreu alega prejuízo financeiro e aciona a justiça

Chega ao fim o noivado de Emilly Araújo e Paulo Simão

Malga di Paula deixa o hospital após dois meses de luta contra a Covid-19

Jéssica Ellen e Rafael Zulu detonam Aguinaldo Silva