Notícias às 05:00

David Beckham investe pesado em novo time de futebol

Reprodução/Instagram

David Beckham está confiante em novo time de futebol, o Inter Miami,  clube que comprou em 2018. Por isso o ex-jogador de futebol investiu mais de US$ 15 milhões (R$ 80 milhões) de seu próprio dinheiro para apoiar sua equipe de futebol.

Segundo a coluna Bizarre do jornal The Sun, documentos consultados por eles, mostram que o marido de Victoia Beckham assinou o investimento com a Companies House (registro mercantil do Reino Unido).

David e os co-proprietários conseguiram a franquia da Major League Soccer em janeiro de 2018, mas o projeto demorou um pouco para florescer e a equipe entrou em campo pela primeira vez apenas em março do ano passado.

O ex-capitão da Inglaterra disse anteriormente sobre isso: "Nossa missão de trazer esse clube para Miami está completa, e estamos muito satisfeitos, gratos e animados. Nossa promessa para nossos fãs em Miami e ao redor do mundo: nossa equipe sempre vai tentar te deixar orgulhoso, nosso estádio será um lugar que você vai gostar de visitar e nosso impacto na comunidade jovem é ir fundo."

David Beckham fatura R$ 73 milhões em acordo com Catar

E David defende a decisão de mostrar seu amigo e ex-companheiro de equipe Phil Neville como gerente, insistindo que "quer as melhores pessoas" em todas as posições do clube.


Ele disse: "Claro, as pessoas sempre vão dizer, 'Ah, é porque ele é seu amigo'. Não tem nada a ver com ele ser meu amigo. Nosso grupo não emprega apenas amigos. Empregamos as melhores pessoas, esteja, no campo, fora dele, na equipe, na equipe de treinamento, no estádio. Estamos lidando com um clube sério aqui. E eu acho que no fim do dia, contratamos pessoas que achamos que são as melhores para esse trabalho", justificou.

Copa do Mundo

David Beckham será o novo embaixador do Catar, país que sediará a Copa do Mundo de 2022. Segundo o jornal The Mail on Sunday, ele assinou um acordo de £ 10 milhões  (R$ 73 milhões) para representar o país.

A nominação do ex-jogador de futebol como embaixador causou surpresa, pois ele é membro aliado da comunidade LGBT+, e no Catar a homossexualidade é completamente ilegal e punível com prisão ou açoite.

De acordo com um artigo de 2019 da revista Forbes, o país do Oriente Médio é o segundo país mais perigoso do mundo para pessoas LGBT+.

Romeo Beckham estreia na capa da L'Uomo Vogue

Fontes disseram ao jornal que Beckham recebeu a garantia de que o Catar está “relaxando sua política” sobre a perseguição LGBT+ no país.

Outros criticaram o marido de Victoria Beckham por ele aceitar o acordo com um país contrário à essa comunidade.

O Mail on Sunday relatou ainda que as negociações entre os assessores de Beckham e o comitê do Catar encarregado dos preparativos para a Copa do Mundo estão em andamento há pelo menos um ano. Acredita-se que eles estabeleceram um "acordo pessoal" com Beckham.

Uma fonte do Catar disse ao The Mail on Sunday que o detalhe deveria ser "ultrassecreto":

“Há preocupações com sua reputação, mas há dinheiro suficiente para que a ótica não importe tanto ", justificou.

Outra fonte disse: “David tem tantos negócios lucrativos que você se pergunta por que ele iria querer um como este”

Victoria e David Beckham usam avião privado no lockdown

.
Atualmente, o código penal do Catar criminaliza as relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo com pena de até sete anos de reclusão.

O Catar também criminaliza “conduzir, instigar ou seduzir um homem de qualquer forma a cometer sodomia” com pena de um a três anos de reclusão.

Mas Beckham está intimamente ligado ao Catar. Ele costuma visitar o país e encerrou sua carreira como jogador no Paris Saint-Germain, do Catar, em 2013. Ele também é amigo próximo do presidente do clube, Nasser-Al Khelaifi, e os dois foram vistos juntos em jogos de futebol nos últimos anos.

Brooklyn Beckham e Nicola Peltz já tem acordo pré-nupcial