Notícias às 06:00

De ‘Malhação’ para ‘Pantanal’: O sucesso surpreendente de Alanis Guillen

Retrato Alanis Guillen
Reprodução/Instagram/@alanissguillen

O remake da novela “Pantanal”, exibido pela Rede Globo, está fazendo o maior sucesso e sempre fica entre uns dos assuntos mais comentados da web.

Leia+: Pantanal: Jove levará chifre de Juma com José Lucas? Saiba o que rolou em 1990

Com um elenco de peso, quem está se destacando mesmo é Alanis Guillen, intérprete da protagonista Juma Marruá.

A atriz de 24 anos agarrou a oportunidade com muita determinação. Com um sotaque que beira a perfeição e expressões faciais que realmente a fazem parecer uma garota selvagem criada sozinha e sem contato com o mundo externo, Alanis tem recebido muitos elogios do público.

Leia+: Sensitiva diz que Alanis Guillen e Jesuíta Barbosa ‘ensaiam’ um namoro

E pasmem, esse é o primeiro papel de grande destaque da jovem atriz na TV e ela já mostrou que tem tudo para ir muito longe na profissão.

ENTENDA O SUCESSO DE ALANIS GUILLEN

Como tudo começou

Alanis Guillen, natural de Santo André, começou sua carreira artística ainda criança, aos três anos, estrelando comerciais de diversas marcas famosas.

A jovem dedicou boa parte do seu tempo em cursos de atuação. Em 2018, Alanis integrou a Cia. de Teatro Nóis na Mala. No mesmo ano, a artista participou do curta metragem “Ser O Que Se É”.

Porém o primeiro papel na TV só veio em 2019, quando Alanis tinha 21 anos e interpretou Rita em “Malhação: Toda Forma De Amar”, da Rede Globo.

Rita (Alanis Guillen) em Malhação – Foto: Divulgação/João Miguel Junior/TV Globo

Pantanal

Em setembro de 2021, Alanis foi anunciada como a atriz que daria vida à icônica Juma Marruá, personagem vivida por Cristiana Oliveira na primeira versão de “Pantanal”.

Em uma entrevista para o GShow, a atriz contou como decidiu fazer o teste para a produção. “Quando disseram que haveria essa nova versão de Pantanal, novela que nunca tinha assistido, uma galera na internet começou a me marcar em publicações e muitas pessoas começaram a comentar. Pessoas amigas, da família, dizendo: ‘Essa personagem tem que ser você’. Eu queria saber quem era a personagem, que história era essa, fiquei muito curiosa. Depois de entender do que se tratava, quis fazer teste para essa produção”, contou.

Juma Marruá (Alanis Guillen) em Pantanal – Foto: Divulgação/Pantanal/João Miguel Junior/TV Globo

Alanis relembrou como conseguiu fazer o teste para interpretar Juma. “Surgiu essa oportunidade de fazer o teste, em selftape, que até então estávamos todos aprendendo a lidar com essa nova forma de trabalhar. Moro em apartamento e, como a instrução do teste era fazer ao ar livre, pedi ajuda a um casal de amigos que mora em uma casa com quintal, e por sorte ainda trabalham com vídeo. Me dedico a todos os selftapes, mas esse realmente foi especial, com minha amiga me dirigindo, com uma câmera profissional e até equipamento de som. Detalhe: eu não podia falar para ninguém do que se tratava, era algo sigiloso. Disse aos meus amigos, e até para os meus pais, que era mais um teste de uma produção qualquer. Fiz, mandei e logo tive resposta da produção, que gostou muito”.

Depois da primeira aprovação, a atriz foi convidada para fazer um teste presencial. “Enquanto esperava o retorno desse teste, algum veículo de imprensa publicou que eu estava confirmada, mas eu mesma ainda não tinha tido essa resposta. Amigos e familiares me cobrando de não ter falado nada e me parabenizando. Foi uma loucura, porque não sabia o que responder. Não sabia nem se eu já podia comemorar ou não. Até que veio a confirmação. Aí eu transbordei”, relembrou.

Preparação

Para viver a Juma Marruá, Alanis Guillen precisou passar por uma preparação intensa e fez aulas de equitação. “Nunca tinha cavalgado. Então, o aprendizado foi desde o início aprendendo a montar, a relação com esse animal que eu não tinha muita intimidade, entender meu corpo ali, como cavalgar com uma arma na mão, segurando com apenas um braço”.

Além disso, a atriz contou em entrevista à 29 Horas que voltou a comer carne para viver a personagem. “Queria me lembrar da sensação da fibra em contato com a boca, sentir os efeitos desses nutrientes no meu organismo. A carne é um alimento pesado, que nos puxa à matéria, e Juma, em toda a sua rusticidade, me pediu por esse vigor”.

Alanis ainda passou dias imersa na natureza. “Passei dias andando descalça e noites inteiras imersa na natureza, aguçando minha visão noturna. Experimentei, ainda, aulas de equitação e de kung fu. Meio humana, meio bicho, Juma Marruá é um lembrete de que todos nós estamos integrados à natureza e devemos, quanto mais breve, nos reconectar a ela e a seus chamados. A personagem é um grito de socorro e trégua, pelas nossas matas devastadas e por nossos animais extintos, que eu espero muito que ressoe e seja ouvida para muito além das fronteiras do nosso Centro-Oeste”.

Atuação brilhante

Além de toda a preparação, Alanis entrou mesmo de cabeça nesse projeto. A atriz tem um sotaque caipira praticamente perfeito.

Alanis interpreta muito bem a menina onça, com um ar doce, mas ao mesmo tempo selvagem e arredio.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas sobre as principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!