Notícias às 13:00

Dia Mundial de Combate ao Diabetes: os famosos que convivem com a doença

Reprodução/Instagram

Além do Novembro Azul, que é o mês destinado ao público masculino por conta da prevenção ao câncer de próstata, a data de hoje também é bastante importante para a prevenção de outra doença bastante conhecida: o diabetes.

A enfermidade é uma síndrome metabólica que acontece pela falta de insulina e/ou pela incapacidade da insulina fazer suas funções no corpo, o que ocasiona o aumento da glicose no sangue.

Babu Santana estreia programação especial em seu canal no Youtube

O diabetes pode acontecer, além da gestacional, por dois motivos: quando o pâncreas não é capaz de produzir insulina em quantidade suficiente para o organismo, ou porque este hormônio não é capaz de agir de maneira adequada no corpo.

Com quase 500 milhões de pessoas diabéticas no mundo, o OFuxico veio mostrar alguns famosos que você (talvez) não sabia que convivem com a doença, mas tem uma vida normal.

BBB21 vai contar com famosos no elenco

Confira!

Babu Santana

Em junho deste ano, Babu Santana recebeu o resultado dos exames aos quais se submeteu em um hospital da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro. O ator informou os fãs de que está com diabetes.

Na época, ele tranquilizou os fãs. "Estou me cuidando. Estou bem. O susto veio para me alertar de que preciso cuidar mais de mim. Meu quadro não é Covid-19, estou com diabetes e agora quero estudar, entender sobre o assunto. Estou confiante e otimista para ter uma vida mais saudável e tranquila agora", disse.

José Loreto

O ator convive com a diabetes há quase 20 e, em entrevista ao site Gshow, falou sobre a importância de diagnosticar, monitorar e tratar a doença sem sentir vergonha disso.

“Quando descobri, não tinha ideia do que era diabetes. Não tinha nenhum amigo que se mostrava com diabetes porque, nessa idade, quem tem esconde, fica com vergonha por se achar diferente”, relembrou de quando descobriu a doença aos 14 anos.

“Foi assim… Eu fiquei na minha, descobrindo, entendendo o que era diabetes. E levou um bom tempo. Mesmo com a informação que tenho em casa com pai médico e uma mãe professora, que está em sala de aula e sabe lidar com crianças com diabetes. Mesmo assim, para mim, foi complicado”.

“Não é um bicho de sete cabeças. A diabetes nada mais cobra do que cuidar da sua saúde, o que toda pessoa deveria fazer: cuidar da saúde com mais esmero. Acho importante falar isso para jovens saberem que não estão sozinhos. Hoje, com internet, temos muitas pessoas interligadas por causa da doença para debater, trocar informações. É muito importante isso”.

Ana Carolina

A cantora Ana Carolina também é diabética, e, em entrevista a Veja Rio, já falou da importância da informação sobre a doença.

“Sempre em minha carreira fiz questão de abordar publicamente a doença que descobri aos 16 anos: o diabetes tipo 1, quando nosso organismo produz pouca ou nenhuma insulina. Já dei inúmeras entrevistas, fiz uma turnê inteira dedicada a isso.

Primeiro, porque ter diabetes não te faz menor do que ninguém. O que nós temos que fazer é só nos cuidar pra ter uma vida legal, porque é muito fácil de controlar quando se tem atenção e amor por você.

Eu me sinto na obrigação de levantar essa bandeira e usar minha influência sempre que possível pra lembrar que hoje são mais de 13 milhões de pessoas no país vivendo com a doença e outras tantas que nem sabem da condição e não se cuidam”

Paula Toller

Paula Toller descobriu que tinha diabetes do tipo 1 no ano de 2010 e mudou sua rotina para cuidar da saúde, como contou em entrevista ao Encontro em 2016. "Foi um choque saber que eu teria que malhar todo dia. Era dia sim, dia não. Passou a ser uma coisa boa e não vou contrariada. O exercício faz com que, ao longo do dia, mesmo depois que você termina, a glicose abaixe. As pessoas pensam muito na beleza. Para cantar em um show, tem que ter bastante energia, fôlego, uma aeróbica boa para não ficar ofegante. Ser bonita é consequência".

E Paula ainda brincou com o fato das injeções. "Hoje em dia, tem insulina e mecanismos para você injetar que não doem nada. Vira uma rotina. Depilação é muito pior".

Danton Mello

Danton Mello é portador da Diabetes tipo 2 desde 2013, além de ser embaixador do projeto Bom Dia. "Quando você tem um diagnóstico de saúde como esse, o lance é mudar de vida. Caso contrário, não vai longe”, contou ele.

Em recente entrevista ao Gshow, ele falou um pouco sobre a doença e o fato de ter “assumido riscos” para viver o médium Arigó nos cinemas.

"Sou diabético e tenho que ter um controle de alimentação. Quando descobri a diabetes, mudei radicalmente, mas depois acabei me perdendo e engordando um pouquinho. Quando fui chamado para fazer o Arigó tive esse desafio de engordar, e fiz isso por conta própria, porque sabia que se eu procurasse meu médico ele não me deixaria fazer já que coloquei minha saúde em risco, né? Mas como era um personagem grandioso, fascinante para se interpretar, embarquei."

"Nunca deixei de tomar meus remédios, mas liberei tudo o que eu não podia, aí engordei e acabando o filme veio uma sequência de trabalhos. Foi difícil perder, ainda não estou no meu peso ideal. Estou nesse momento de quarentena tentando emagrecer, mas valeu a pena porque o filme está lindo".

Faustão

O apresentador também convive com a doença. Além da cirurgia bariátrica, que o fez perder bastante peso, em 2009, ele se submeteu a uma cirurgia experimental para minimizar os efeitos da diabetes.

Romário

Em 2016, Romário fez uma cirurgia com objetivo de reduzir a diabetes e perdeu dez quilos em 45 dias. O procedimento foi realizado pelo médico goiano Áureo Ludovico de Paula, o que fez o mesmo tipo de cirurgia em Faustão

Na época, o Baixinho falou da doença e da cirurgia ao Globo Esporte.

“Minha diabetes chegou a 400, então eu decidi fazer essa cirurgia com o doutor Ludovico. Perdi uns 10 quilos. Estava com quase 80 quilos e hoje estou com 70, 69. Eu não tinha esse peso há uns 15 anos. Agora tenho feito tudo que os médicos têm pedido. Me alimentando muito bem”.

O procedimento aproxima do estômago uma parte do íleo, porção final do intestino delgado, o que estimula a ação da insulina no pâncreas, diminuindo assim o diabetes. Na época, a cirurgia ainda era experimental.

Halle Berry

Halle Berry, a eterna Mulher-Gato, foi diagnosticada com diabetes tipo 1 aos 19 anos e contou como foi sua relação com a doença em entrevista.

“Na hora, fiquei apavorada. Mas hoje penso que foi uma bênção. Justamente por causa da doença, tenho hoje uma vida muito mais saudável do que levava quando era novinha”.

“Sigo uma dieta balanceada, faço exercícios. Acho que minha pele e meu corpo refletem bem os cuidados que eu tenho com a minha saúde”, revelou.

Tom Hanks

Tom Hanks foi diagnosticado com diabetes tipo 2 em 2013 e se chama de “idiota” por conta de sua condição, já que não se importava com a dieta.

Em entrevista ao site The Independent, ele disse que seu peso inconstante, por causa de papéis como de Chuck Noland, em Náufrago, e Andrew Beckett, em Philadelphia.

“Faço parte da geração americana preguiçosa que continuou curtindo a festa cegamente e, agora, se encontra com a doença. Estava pesado, você me viu nos filmes, sabe o que eu parecia. Eu era um idiota total”, disse em entrevista.

“Pensei que poderia evitar removendo o pão dos meus hambúrgueres. Bem, é preciso um pouco mais que isso”, acrescentou.

Nick Jonas

Nick Jonas descobriu a doença quando tinha só 13 anos, mas foi de um modo bem complicado. Ele foi a um hospital fazer os exames e o nível de açúcar no sangue estava 9 meses a mais que o normal, e poderia ter sofrido um coma.

“Eu estava muito perto de ter um coma. Se eu não tivesse ido para o hospital, poderia ter acontecido no próximo dia. Eu estava com muito medo, é uma grande mudança de vida”, contou em entrevista à imprensa americana.

Porém, ele afirmou que controlar a diabetes é mais tranquilo do que ele imaginava, mas é preciso ter cuidado com sua rotina.

José Loreto curte momentos de diversão com a filha Bella

José Loreto diz que pode interpretar Chorão no cinema