Notícias às 12:15

Duda Reis desabafa após sofrer assédio: ‘Nojo’

Reprodução/Instagram

Recentemente, Duda Reis usou a sua conta no Twitter para relatar uma situação desagradável. A atriz foi assediada por dois homens na rua.

"Bizarro como a mulher tem medo de andar na rua simplesmente porque 99% dos homens são uns babacas desrespeitosos do cara***. Estava esperando meu Uber e fui cantada por dois homens de mais de 45 anos que pararam o carro para falar 'ô ruivinha gostosa'. Que ódio Que nojo", escreveu ela.

‘Consegui me libertar’, diz Duda Reis

 

Passada a tempestade, Duda Reis vislumbra a bonança e atribui à família a sua recuperação. Afirmando estar se conhecendo novamente, a influenciadora digital disse em entrevista à Marie Claire que foi complicado lidar com o machismo, diante de tudo o que passou.

“Está sendo libertador, eu não tenho outra palavra para descrever. E está me trazendo muito poder como mulher. É o que eu sempre falo: o que a nossa sociedade machista espera das mulheres? Que elas não estudem e não entendam quais são as suas próprias raízes. Mas quando começamos a ler e entender, nos empoderamos muito mais, e empoderamos outras mulheres também”, afirmou.

A atriz de 19 anos, que teve um relacionamento abusivo com Nego do Borel e o desfecho conturbado, foi parar na Justiça sob alegações de maus tratos e agressões, desde janeiro está focada em ajudar outras mulheres. Como parte deste processo, Duda fará uma série de lives em seu perfil no Instagram com mulheres que possam inspirar e orientar outras, incluindo as vítimas de violência.

"Não acreditem que a culpa é sua, não se culpem de forma alguma. A gente sai de um relacionamento assim acreditando que não merecemos todo o amor do mundo, e é claro que merecemos", disse ela à Marie Claire.

A ruiva enfatizou que foi muito amparada quando decidiu dar um basta no relacionamento e tornar pública a sua dor.

“Eu senti demais essa rede de apoio. Na verdade, foi um grito de libertação, que eu precisava demais. Chega uma hora que não tem mais como você forçar uma coisa que, na verdade, já não existe mais. Você vai adoecendo aos poucos. Foi um grito, e foi através disso que eu consegui me libertar 100%".