Notícias às 15:14

Duda Reis posa com Gizelly Bicalho e afirma: ‘Sororidade’

Reprodução/Instagram

Durante toda a semana passa, Duda Reis expôs diversos acontecimentos de seu relacionamento abusivo com Nego do Borel, inclusive já tendo denunciando-o por agressões e até mesmo estupro.

Ao lado dela nessa empreitada, estão as advogadas Gizelly Bicalho e Izabella Borges, que se ofereceram para ajudá-la assim que souberam de sua situação.

Por meio de seu perfil oficial no Instagram nesta quinta-feira (21), a influenciadora compartilhou uma foto ao lado delas, falando de sororidade na legenda, termo bastante utilizado pelo movimento feminista.

“O que é sororidade? A origem da palavra está no latim “sóror” (irmã). Seria a versão feminina de “fraternidade”, que se originou do prefixo “frater” (irmão). Sororidade sugere: Mulheres, uni-vos @bella_borges @gizellybicalho”, escreveu Reis na postagem.

Não poderia ser diferente na seção de comentários: os seguidores rasgaram elogios às três e ficaram felizes com a união delas.

“Perfeitas”, “Lindas!”, “Amo a união de vocês”, foram algumas das declarações feitas pelos internautas.

Duda Reis posando com as advogadas Izabella Borges e Gizelly Bicalho

Duda Reis resgata passarinho fragilizado e diz ser sinal de esperança
Anitta rebate crítica por deixar de seguir Nego do Borel: ‘Não falem o que não sabem’

Nego do Borel é investigado por tentativa de feminicídio contra outra ex-namorada

Recentemente, Duda Reis compareceu à Delegacia da Mulher e acusou Nego do Borel de estupro, injúria, lesão corporal, entre outras coisas.

O cantor também terá que responder pelas acusações feitas por outra ex-namorada, a analista internacional Swellen Sauer.

Ela postou um desabafo no Facebook e contou tudo o que passou durante seu relacionamento com o artista. Swellen, inclusive, revelou que Nego do Borel tentou enforcá-la usando um carregador de celular.

Após a postagem, a delegada Sandra Maria Pinheiro Ornellas abriu um inquérito para investigar o caso.

“O caso da Swellen é bem mais grave, porque ela relata, inclusive, situação que caracteriza tentativa de feminicídio. Tem as injúrias que ela relata, a lesão corporal, que é um soco que ela diz que levou na costela em uma boate, e a tentativa de feminicídio, quando ela diz que ele tentou enforcá-la com um carregador de celular”, disse a delegada em uma entrevista ao jornal Extra.

Sandra ainda ressaltou que o famoso pode ser preso até mesmo antes do julgamento final.

“Para que ele seja preso antes do processo, antes do julgamento final, é só vislumbrar que o fato de ele estar em liberdade coloca em risco àquelas que já foram vítimas dele ou ele quebrar a medita protetiva da Duda”.

Nego do Borel nega todas as acusações.