Notícias às 03:00

Eddie Murphy explica tempo longe do cinema

Grosby Group

Eddie Murphy abriu o jogo sobre ter ficado tanto tempo longe do cinema. O ator comentou em conversa com Marc Maron em seu podcast WTF que resolveu dar um tempo da atuação após alguns filmes ruins. 

A estrela de Um Príncipe em Nova York 2 recebeu três Razzie Awards [o 'Oscar' dos piores filmes e atores do cinema] quando vários filmes que ele fez não se saíram tão bem com os críticos, e depois disso ele decidiu tirar um descanso até encontrar algo bom para fazer. 

"Eu estava fazendo filmes ruins. Tipo, 'Isso não é engraçado. Eles me deram Razzies, que droga, me deram o título de pior ator'. Então eu pensei, 'Talvez seja hora de dar um tempo'", disse. 

Eddie estava planejando descansar apenas um ano, mas ele se afastou da telona por seis anos! 

O ator e comediante comenta que então percebeu que queria que os últimos filmes dele em Hollywood fossem bons antes dele finalmente se aposentar, por isso decidiu voltar ao cinema. 

"Eu ia tirar férias por um ano, e então seis anos se passaram, e eu estava sentado no sofá, até poderia ter continuado lá, mas não queria que os últimos filmes que vocês me viram fazer fossem filmes tão ruins…  meu plano era fazer Meu Nome É Dolemite, Saturday Night Live, Um Príncipe em Nova York 2 e alguns stand-up e ver como ia correr tudo depois, se aparecesse um grande diretor ou outra grande ideia, claro, eu faria outros filmes. Assim que eu voltar para o stand-up, porque sempre vou fazer stand-ups. Sempre vou ter isso para fazer, mas nunca vou fazer igual antes, o tempo todo." 

 

Exigências

 

Eddie Murphy está de volta na continuação de um dos maiores clássicos do cinema: Um Príncipe em New York! A sequência do sucesso será lançada pelo serviço de streaming Amazon Prime na próxima quinta-feira (05). 

No entanto, uma revelação acerca dos bastidores do primeiro filme tem dado o que falar na internet. Em uma entrevista, Eddie e Arsenio Hall confessaram que em 1980, quando gravaram a trama, foram obrigados pelos estúdios do longa a escolherem ao menos um ator branco para fazer parte do elenco, que tem seu enredo  centrado em narrativas negras. 

A dupla comentou o pedido durante uma conversa no programa de talk show 'Kimmy Kimmel Live!', enquanto estavam promovendo o lançamento de Um Príncipe em New York 2. Os atores então revelaram que Louie Anderson fez parte do filme por pedido da Paramount Pictures. 

"Eu amo Louie, mas acho que fomos forçados a colocá-la nisso. Fomos forçados a colocar uma pessoa branca.”, disse Hall. 

"Isso foi na década de 1980, sabe. Então foi tipo: 'Precisamos ter uma pessoa branca no filme. Tem que ter uma pessoa branca no filme'. Eu fiquei tipo: 'Oi?' Quem era o cara branco mais engraçado que existia? Nós sabíamos que Louie era legal, então foi assim que ele entrou para o filme.”, completou Murphy. 

Eddie também explicou que os estúdios relutaram em ter um elenco completamente negro, principalmente devido ao contexto dos sucessos de cinema em 1980. Os atores comentaram que receberam uma lista de atores brancos que podiam ser escalados para o filme, e então escolheram Louie.