Notícias às 13:00

Especialista critica a escolha do nome da filha dos Sussex

principe-harry-meghan-markle

Harry e Meghan sempre sorridentes

Embora supostamente a Rainha Elizabeth II deu  sua autorização para o neto Harry batizar a filha com seu apelido carinhoso de Lilibet, um especialista da realeza considera que os Duques de Sussex não deveriam ter feito isso.

Para o expert em assuntos da família real britânica Richard Kay, o comportamento do Príncipe Harry ‘deixou à desejar’ nos últimos meses, e com essa atitude parece que está desfrutando ‘morder e assoprar’ ao mesmo tempo, a ferida familiar que ele mesmo abriu com suas declarações ‘fora de hora’.

Kay disse ao jornal Daily Mail:

“Ao dar ao bebê o nome de Lilibet, o apelido particular da família para a rainha, embora pretendam usar o diminutivo ‘Lili’ para sua filha – existe um risco”, observa.

“Parecerá uma escolha presunçosa para um bebê real que é o oitavo na linha de sucessão ao trono, mas que vai crescer do outro lado do mundo falando com um sotaque americano?”, cutucou o especialista.

“E como o príncipe Charles se sentiria sobre seu quinto neto ter um apelido familiar tão íntimo que ele mesmo nunca usou?”, questiona.

“É tentador imaginar se Harry teria ficado tão encorajado em sua escolha se seu avô, o príncipe Philip, o único parente próximo com permissão para chamar a rainha de ‘Lilibet’, estivesse vivo. Sem dúvida haverá entre pessoas muito cautelosas no palácio algum desconforto com esta última ação de violação de convenções do duque e da duquesa de Sussex” , criticou.

Permissão

Lilibet Diana, filha do Príncipe Harry e Meghan Markle, nasceu no último domingo (06), na Califórnia, Estados Unidos. O casal, que já são papais de Archie, de um ano, deram para a pequena dois nomes em homenagem a matriarcas da família real: Diana, mãe de Harry e William, e a Rainha Elizabeth II, apelidada carinhosamente pela família como Lilibet.

Segundo o jornal Page Six, tudo foi previamente combinado entre a realeza britânica. Harry teria ligado para a avó, ainda no hospital da Califórnia, pedindo permissão para a Rainha e perguntando se poderia batizar a filha com o apelido de Elizabeth.

Fontes íntimas da família alegam que “Harry absolutamente buscou permissão” e “ligou para a rainha Elizabeth II antes da esposa dele, Meghan Markle, dar à luz”.

Vale lembrar que a homenagem ganha ainda mais importância devido o momento atual da família, que se viu em meio a uma polêmica crise quando Harry e Meghan anunciaram o declínio de seus postos reais.