Notícias às 09:00

‘Estou com bastante medo’, desabafa Thaeme sobre gravidez durante a pandemia

Divulgação/Carlos Azevedo

Confinada no sítio da família no interior de São Paulo, a cantora Thaeme, da dupla Thaeme & Thiago, espera sua segunda filha, Fábio Elias, com quem é casada desde 2015.

 “Extremamente planejada e calculada mesmo sendo pandemia”, disse a sertaneja, em entrevista exclusiva ao OFuxico, que falou sobre sua rotina em família e o reality “Revelações do Brasil.

Efeitos da pandemia

 “Decidimos ficar no interior porque sentimos que a Liz, dois anos, estava ficando agoniada porque não podia brincar com as outras crianças do prédio, estava proibido, e no sítio ela tem liberdade de brincar no parquinho, no gramado, ver os animais, estamos isolados. A Liz tem contato com o sobrinho do meu marido que ela ama de paixão, eles estão morando no sítio, estamos tranquilos, tomando todos os cuidados, e quando precisamos, por conta do pré-natal, a Liz mata a saudade do quarto, dos brinquedos, mas passa três dias ela já pede pra voltar pro sítio.”

“Vivemos numa angústia sem fim, eu tento, claro, me apegar a fé e acreditar que vai melhorar, porque ficamos angustiados, com medo, ainda mais quando você já passou por perdas gestacionais, como eu. Estou com bastante medo. Nós já tivemos Covid-19, mas eu não estava grávida, e grávida muda de figura, até porque eu tenho trombofilia, tomo injeção, uma das consequências da Covid é a formação de trombos. Estou redobrando os cuidados”, disse. 

“É uma tristeza sem fim que tento controlar, porque o bebê sente. É um desafio. O que acaba contrabalanceando é a convivência com a Liz, ela é muito amorosa, a gente dá boas risadas, isso acaba amenizando”, disse a cantora.

“Nós planejamos a primeira e a segunda gravidez. Essa é a segunda gestação que deu certo, porque tivemos outras e perdemos, mas essa foi extremamente planejada e calculada, mesmo sendo pandemia a Ivy é um bebê esperado”, concluiu.

Mudanças e diferenças na gestação

“Estou com enjoos, esse é o principal sintoma que está bem diferente, porque na primeira gestação com 12, 13 semanas passou, nessa continua, outra coisa diferente em relação ao corpo, a minha barriga demorou pra aparecer, nessa não, e mesmo com os enjoos eu perdi peso no começo, eu estava bem magrinha, mas nessa gestação eu não perdi nada, só engordei, engordei, engordei, mas porque estou um pouco mais velha do que na gestação anterior, o metabolismo muda”, analisou.

“Estou tentando me segurar, mas está difícil, a barriga cresceu mais rápido, estou com os seios muito mais sensíveis, uma sensação de mal-estar por conta dos enjoos. Sem ânimo o dia inteiro. Na Liz eu já estava muito plena nesta época. Eu não tive desejos esquisitos, mas vontade de comer macarrão instantâneo, esse mesmo desejo eu tive na gestação anterior. Eu tive vontade de comer doce de abóbora, do nada, aqueles da infância, de coraçãozinho”, contou a sertaneja, que tem conversado sobre maternidade com suas seguidoras.

“Foi natural, e aconteceu desde que eu tive a primeira perda gestacional da Yasmin, que foi aquela gestação que anunciamos num dia, e no seguinte descobrimos que eu havia perdido o bebê. Muitas mães me escreveram que haviam passado por perdas também. Por mais que eu seja uma pessoa pública, eu mostro a realidade mesmo, que sou uma pessoa totalmente de verdade, que passa pelos mesmos perrengues que qualquer mãe no pós-parto problemático. Se alguém falar que foi maravilhoso, não sentiu nada, não teve problema, e conseguiu dormir a noite inteira desde o primeiro dia, é tudo mentira, isso não existe. Todas nós passamos por dificuldades, ficamos com olheiras, com o psicológico abalado. As seguidoras começaram a pedir dicas de amamentação, de desmame, eu estava passando por essas questões, foi quando decidi falar abertamente", disse.

Thaeme ao lado do marido e da primogênita, Liz

O amor em forma de canção

Inspirada pela maternidade, Thaeme escreveu uma canção para Liz, e garante que Ivy também terá sua melodia. “Eu sou cantora e compositora, não tinha como não pensar numa música pra pessoa mais importante da minha vida”, disse ela sobre a composição “Pedacinho Meu” e completou. “As frases surgem naturalmente, são histórias de sentimentos que vivi. Essa não foi diferente, foi muito mais fácil porque eu tinha uma fonte de inspiração muito grande, e foi muito rápido. Eu mandei pra Paula Mattos, minha parceira de composição, eu amo a linha melódica dela, ela criou uma melodia linda, mudei algumas coisas e ela criou exatamente com a letra que eu tinha feito. Virou um hino para as mamães."


"Escrevi bastante coisa pra Ivy. Só preciso enxugar a letra porque ficou muita informação, mas vai ter música pra Ivy sim”, disse a cantora, que já sabe como vai comemorar o Dia das Mães.

“Desde o aniversário da Liz, em abril do ano passado, aprendemos a comemorar a distância com os telefones ligados para os familiares estarem por perto, já que não fizemos festa aberta, nem no primeiro e nem no segundo ano, tivemos que nos adaptar, comemoramos a distância. Essa tem sido a especialidade de todo mundo. Para o Dia das Mães, não fizemos nenhum planejamento, ainda. O sítio fica perto da casa dos meus pais, eu pretendo estar junto da minha mãe neste dia, até porque ela já tomou a primeira dose da vacina, ficamos mais tranquilas, e vamos tomar todos os cuidados, mas se ela não se sentir segura, não vamos nos ver, só a distância”, comentou Thaeme.

Dez anos de carreira de Thaeme & Thiago

“Planejávamos comemorar com os fãs gravando um DVD, e relembrando os principais sucessos da dupla numa releitura, numa turnê pra galera fazer uma viagem no tempo, mas infelizmente com a pandemia não foi possível. Sonhávamos com essa data, mas temos certeza de que assim como já enfrentamos tantas coisas juntos, tivemos questões ao longo desses anos, mudança do primeiro Thiago que decidiu fazer carreira solo, e mesmo assim a dupla resistiu, continuou firme e forte, com muitos hits, tivemos tudo conspirando a nosso favor. Esperamos de coração ter a oportunidade de gravar um trabalho sim, referente esses dez anos, mas com o nosso público, assim que tudo normalizar, que todos estiverem vacinados”, refletiu a cantora, que lançou o DVD “Química” e é uma das juradas no programa “Revelações do Brasil” da TV Aparecida.

“É um desafio ser jurada, estar do outro lado, é mais fácil ser julgada do que julgar, até porque são talentos incríveis, são histórias, anos e anos de dedicação, pra você simplesmente sentar e julgar", contou.


"Eu já passei por isso. Se a pessoa escuta as críticas construtivas, evolui, vai longe, porque qualidade todos têm, cantam muito bem, claro que tem uns que são extremamente experientes e técnicos. Eu não decido sozinha, têm duas pessoas competentes pra me auxiliar nessas escolhas”, disse a cantora, que em 2007, competiu e ganhou no reality “Ídolos”.

Sobre os protocolos, ela disse que a emissora tem feito testes e seguido todas as orientações. “Quando eu percebi que a situação no Brasil ficou caótica e piorou, entrou na fase roxa, tivemos uma evolução negativa em relação a Covid, decidi deixar o cargo. Eu tinha a possibilidade de continuar, queria muito ter continuado o programa inteiro, por mais que ficasse claro que a minha cadeira era rotativa, porque eu não sabia se teria compromissos com “Thaeme & Thiago” que é a minha prioridade. Fiquei com medo de me comprometer e não cumprir. Sempre deixei isso muito claro. Eu participaria das primeiras eliminatórias, depois alguém ocuparia o meu lugar. Se tudo correr bem, faço questão de participar da final, será apenas um dia, tomaremos todos os cuidados”, concluiu.