Notícias às 15:15

Fábio Porchat cai na risada com trecho de entrevista de Alison dos Santos, medalhista de atletismo do Brasil em Tóquio 2020

montagem com fotos de alisson e fábio porchat

(Reprodução: Instagram)

Uma coisa tem se tornando bastante clara nos últimos dias: os atletas brasileiros que competem nas Olimpíadas de Tóquio 2020 encantam não só pelo talento e competência, mas também pelo carisma! Rayssa Leal, Rebeca Andrade e Italo Ferreira já mostraram que também são craques quando o assunto é interagir e encantar o público, e agora foi a vez de Alison dos Santos mostrar toda sua simpatia e bom senso de humor.

Veja+: Thiago Braz conquista bronze no salto com vara

Após ganhar o bronze na prova de 400m com barreiras no atletismo das Olimpíadas de Tóquio 2020, Alisson deu uma entrevista bastante espontânea para a TV Globo. Ainda cansado após a disputa, o atleta se surpreendeu ao descobrir que o pódio ia ser daqui algumas poucas horas, e comentou feliz: “É hoje? Não é amanhã não? Eita, tenho que tomar banho”.

A entrevista sincera chamou a atenção de Fábio Porchat, que compartilhou trecho do vídeo em seu Instagram nesta terça-feira, 3 de agosto, rindo da espontaneidade de Alison.

“Hahahaha Não sei qual a melhor parte da medalha do @alisonsantos01_: ele não saber a hora do pódio, ou já avisar que precisa tomar banho hahaha, escreveu Porchat na legenda da publicação.

Veja+: Brasil vence o México e chega a final do futebol masculino nas Olimpíadas

Veja+: Veja fotos de Rebeca Andrade nas Olimpíadas Tóquio 2020

Com a colocação do terceiro lugar na disputa, Alisson bateu o recorde sul-americano com a marca de 46s72.  O ouro foi do norueguês Karsten Warholm com recorde mundial de 45s94, e a prata ficou para o norte-americano Rai Benjamin, que fez 46s17.

Nos comentários do post de Porchat, todos também se divertiram com a naturalidade do esportista e o parabenizaram por sua nova conquista.

O BRONZE DE ALISSON

No começo da madrugada desta terça-feira, 03 de agosto, pintou mais uma medalha para o Brasil nas Olimpíadas de Tóquio 2020. Na final dos 40 metros com barreira no atletismo, Alison dos Santos, o Piu, foi o terceiro colocado e ganhou o bronze. Essa é a primeira conquista no atletismo nesta olimpíada e a 11ª no geral: 2 de ouro, 3 de prata e 6 de ouro.

Logo após a sua conquista, o atleta de 21 anos conversou com a equipe da TV Globo e comentou sobre a emoção de ter conquistado o pódio na prova.

“Primeira coisa que passou na minha cabeça é que nós somos medalhistas olímpicos. Assim quando eu acabei a prova, tinham pessoas muito importantes para mim me ouvindo e me assistindo. Não estou aqui só por mim, corro por outras pessoas também, meu treinador, minha família, meus patrocinadores e todo mundo que torceu por mim. Eu não represento o Alison, não represento o atletismo, eu represento uma nação. Tenho eles comigo. Recebi o carinho deles isso ajudou muito por não ter público aqui. Essa medalha não é só minha, é nossa, é do Brasil”.

Ele também comentou a vitória do norueguês Karsten Warholm, que ganhou o ouro e bateu o record mundial, baixando o tempo da prova para 45s94.

“Acabou a prova e olhei para o telão e vi que estava em terceiro. Depois olhei que fiz em 45 e pensei que estava na prova errada. ‘Não é possível que é 400 metros com barreira isso aqui’. Ele era o homem que estava recebendo a pressão e quebrou o recorde mundial e fez o que todo mundo achou que era impossível”, falou.