Notícias às 21:04

Família Real promete tomar medidas legais contra príncipe Harry após anúncio de sua autobiografia

Rainha Elizabeth II e Príncipe Harry

Ventos nada calmos sopram nos bastidores mais íntimos da Família Real britânica. Após Príncipe Harry, 36 anos, anunciar o lançamento de um livro de memórias, o clima esquentou entre as paredes do Palácio de Buckingham, em Londres.

Fontes ligadas a realeza revelaram para a revista US Weekly que a Rainha Elizabeth 2,  o Príncipe Charles e Príncipe William não digeriram nada bem o anúncio feito pelo filho caçula da Princesa Diana.

“A família real está abalada com o livro. Charles e William estão particularmente preocupados com o que Harry revelará”.

O site Bussiness Insider acrescenta: “Eles ainda não receberam uma cópia e não sabem o que esperar. Isso os está deixando nervosos. ”

Irritados com a iniciativa de Harry em expor detalhes de sua vida e, consequentemente, revelar passagens que envolvem Charles, Diana, a Rainha e seu irmão William, os integrantes da família real cogita tomar ‘medidas legais’ contra o marido de Meghan.

“Vamos apenas dizer que Harry e Meghan não vão mais poder controlar totalmente a narrativa. Haverá uma reação como nunca houve antes”, complementou a fonte.

Tudo indica que a represália será encabeçada por William. Todos aguardam por mais detalhes da autobiografia e, dependendo do seu conteúdo, a reação será forte e imediata.  É certo que a família real se arrependeu da demora na reação à polêmica entrevista de Harry e Meghan à Oprah Winfrey e desta vez não pretende demorar no contra ataque.

Ao site Radar uma fonte próxima à realeza afirmou que “qualquer declaração ou alegação considerada enganosa ou falsa não será mais recebida com silêncio”.

“Harry precisa saber que ele tem direito aos próprios sentimentos, mas não aos seus próprios fatos”, conta a pessoa. “Vamos apenas dizer que Harry e Meghan não vão mais poder controlar totalmente a narrativa. Haverá uma reação como nunca houve antes”, garantiu a mesma fonte.

Segundo People, Harry nunca escondeu seu projeto de escrever suas memórias. “O príncipe Harry teve uma conversa privada com a família real sobre a publicação do livro muito recentemente. Mas não se espera que ele tenha autorização da família para publicar seu livro”, informou a revista após contato com o porta-voz do duque de Sussex.

Ao site Page Six outras fontes garantiram que os familiares de Harry só ficaram sabendo do livro dele após o comunicado oficial sobre a biografia, em 19 de julho E Charles ficou “surpreso” com a notícia. “Ninguém sabia. Houve caos quando a matéria do Page Six foi publicada”, garantiu outra fonte da coluna.

DETALHES DE UMA VIDA REAL

O livro do duque de Sussex, publicado pela editora Penguin Random House, deve chegar às prateleiras no final de 2022. “Não estou escrevendo isso como o príncipe que nasci, mas como o homem que me tornei”, explicou Harry em um comunicado enviado na segunda-feira, 19 de julho. “Usei muitos chapéus ao longo dos anos, tanto literal quanto figurativamente, e minha esperança é que ao contar minha história – os altos e baixos, os erros, as lições aprendidas – eu possa ajudar a mostrar que não importa de onde viemos, temos mais em comum do que pensamos. ”

De acordo com a descrição enviada pela editora, o livro será “o relato definitivo das experiências, aventuras, perdas e lições de vida que ajudaram a moldar” o ponto de vista do ex-piloto militar.  

“O Príncipe Harry oferecerá um retrato pessoal honesto e cativante, que mostra aos leitores que por trás de tudo que eles pensam que sabem existe uma história humana inspiradora, corajosa e edificante”, afirma o anúncio.

O livro de memórias não só entrará em detalhes sobre a vida de Harry dentro das paredes do palácio, mas também se concentrará em sua vida em casa com sua esposa, Meghan Markle, e seus filhos: Archie, 2 anos, e Lili, 1 mês. O casal atualmente reside na Califórnia depois que o duque e a ex-atriz de Suits, de 39 anos, deixaram de ocupar seus cargos reais em março de 2020.

A expectativa pelo lançamento é grande e Harry já recebeu um adiantamento de mais de R$ 100 milhões pelo livro, programado para ser lançado no segundo semestre de 2022.

UM ANO DE ESCÂNDALOS E DESAVENÇAS

No início deste ano, o Palácio de Buckingham confirmou que o casal não voltaria às suas obrigações como membros da realeza. A notícia veio um mês antes da CBS transmitir a longa entrevista com os dois, durante a qual eles explicaram sua decisão de deixar a família real em suas próprias palavras.

“Havia falta de apoio e falta de compreensão”, disse Harry em março. “Minha maior preocupação era a história se repetindo, e eu já disse isso publicamente em várias ocasiões… Foi como, ‘Eu preciso fazer isso pela minha família’. Isso não é uma surpresa para ninguém. É muito triste que tenha chegado a este ponto, mas eu tenho que fazer algo pela minha própria saúde mental, pela de minha esposa e pela de Archie, porque eu pude ver onde isso estava levando. ”

Na época, uma fonte revelou ao US Weekly com exclusividade que Harry e Meghan “finalmente se sentem livres” e “têm muito pelo que esperar” após tornarem sua saída permanente da realeza. No entanto, uma segunda fonte observou que a Rainha Elizabeth II ainda contava com o retorno do casal ao seio da família real.

Enquanto Harry mantém uma boa relação com sua avó, 95, seu relacionamento com Charles, 72, e William, 39, é mais tenso. Depois que a narração de março foi ao ar, Harry continuou a mirar nas habilidades parentais de seu pai, prometendo “quebrar o ciclo” de trauma geracional.

“Só porque você sofreu, não significa que seus filhos tenham que sofrer. Na verdade, muito pelo contrário ”, afirmou ele em sua série Apple TV +, The Me You Can’t See, que estreou em maio. “Se você sofreu, faça tudo o que puder para ter certeza de que quaisquer experiências, experiências negativas que você teve, você possa consertar para seus filhos.”

RELACIONAMENTO TENSO COM O PAI

Nunca foi segredo que o clima nunca foi tranquilo entre o Príncipe de Gales e seu filho caçula. Fontes garantem que ele “se sente torturado” pelos comentários do filho. “O consenso geral dentro da família real é ignorar o comportamento de Harry, para evitar atiçar as chamas, mas Charles está achando difícil conseguir se conter. Ele realmente quer se defender. ”

Quanto a William, uma outra fonte revelou que ele “não consegue entender por que Harry continua jogando sua família debaixo do ônibus” e “sente que Harry deveria discutir seus problemas em particular.”

FOTOS! HARRY E MEGHAN MARKLE EM VÁRIOS MOMENTOS
APÓS ABANDONAREM A REALEZA