Notícias às 07:30

Favoritos tensos e look de Iza são destaques na semifinal do The Voice Brasil

Reprodução

Foi tensa a noite de terça-feira (15) no palco do The Voice Brasil. Na semifinal, divididos em quartetos, os times foram reduzidos a apenas quatro vozes, que serão postas à prova na grande final desta 9ª temporada do reality musical.

Na etapa, os técnicos Carlinhos BrownIZALulu Santos e Michel Teló escolheram um participante que teria 20 pontos de bônus, acrescido à porcentagem do público de casa. A disputa começou pesada, com o time Brown.

Ao som de Lança Perfume, sucesso imortalizado na voz de Rita Lee, Amanda Coronha foi a primeira a subir ao palco.

“O seu cantar, o jeito como você se entrega, seu pseudo nervosismo faz parte. Isso aqui é uma passagem, você é uma semifinalista e isso é muito forte. Seu talento te trouxe aqui”, avaliou o técnico.

Com September, da lendária banda Earth, Wind & Fire, Carla Sceno emocionou.

Protesto em forma de música, falha no som e cortes marcam The Voice Brasil

“Você é uma artista crescente e será durante todo o seu tempo, até por ser compositora”, enfatizou Brown.

Cleane se apresentou com Quando a Chuva Passar, de Ivete.

“O que é você, Cleane?”, indagou o técnico.

“Sou o borogodó da Iza!”, brincou a cantora, relembrando o comentário feito pela artista na etapa anterior.

“Você é mais que isso”, disse Brown.

“Quanto tempo mais você precisa, Brown? A gente tá bem, a gente trouxe um baralho”, interrompeu Leifert.

Izrra encerrou a apresentação do Time Brown, com a canção Zero, de Liniker. E arrebatou.

“Você se desafiou hoje. É uma musica muito difícil e você foi por caminhos que não tinha visto. Você cuidou do seu cabelo a cada momento, você é um artista, sua voz é impecável. Eu te considero um dos mais afinados dessa nona temporada”.

“Mas heim?”, interrompeu Leifert.

Shows ao vivo no The Voice Brasil destacam votação popular e discurso de Brown

“O verdadeiro jogo da vida é a expressão. Izrra, é pra você que dou meus 20 pontos”, destacou o técnico.

Izrra teve também a maior votação do público e, acrescida ao bônus de Brown, foi para a final. Carla Sceno e Cleane deixaram a disputa.

A web pirou com a escolha e as apostas pela vitória do cantor, que no ano passado estava na plateia do programa, foram muitas.

Deslize da favorita

O Time Lulu se apresentou com Ana Canhoto ao som da música Piloto Automático.

“Ana Canhoto você é uma fada, enfeitiça. Foi perfeita em cada nota, em cada frase”, disse Lulu.

O mais jovem candidato do programa, com apenas 18 anos, o mineiro Dan Gentil cantou Upside Down, de Jack Johnson.

“Foi maravilhoso, dentro do seu centro”, destacou o técnico.

Com Como Vai Você, de Roberto Carlos, Ed Souza surpreendeu os internautas, por não estar com a voz 100%.

“Ed, você tem uma verdade própria, uma verdade popular brasileira. Esse azul (no cabelo) emana de você e atinge, alcança. Senti que você teve dificuldade em determinada nota da canção” observou Lulu.

Com Covid-19, participantes são eliminadas do The Voice Brasil

“Estava sentindo falta de ar, desde o ensaio”, justificou a cantora mineira de Diretamente de Santo Antônio do Jacinto, Região do Jequitinhonha e Mucuri.

“Saber domar isso é fundamental porque esse estresse só vai aumentando”, pontuou o técnico.

Luana Granai encerrou o time com Bang Bang, de Jessie J, Ariana Grande e Nicki Minaj.

“Você é laser, fulminante”, disse Lulu.

Vai Que Cola será exibida na TV Globo no fim de dezembro

Os pontos adicionais foram para Ana Canhoto, que foi para a final com uma diferença de 0,2 pontos em relação à Ed – uma das favoritas ao prêmio.

“Eu me sinto com o dever cumprido. Acho que provavelmente é o melhor time com que já cheguei numa semifinal. É uma dificílima decisão de fatores diferentes”, disse Lulu Santos.

Bonequinha de luxo

Com um look inspirado em Audrey Hepburn, no filme clássico Bonequinha de Luxo, Iza passou pela maior tensão da noite. Foi de sua escolha para o bônus as maiores críticas da etapa.

O Time começou com a apresentação impecável da recifense Diva Menner, com At Last, de Etta James.

“Já te falei que você não podia ter outro nome, por mais que tenha o nervosismo desse momento, você sempre parece se divertir e se deleitar no palco. É sempre uma honra e uma aula assistir a sua concentração e a sua cara, sempre olhando pra nossa alma”, disse a técnica.

The Voice ganha edição especial com todos os técnicos

Elegantemente vestida, Luciana Ribeiro cantou Skyfall, de Adele, música tema do filme 007..

“O próprio 007 aqui é você, que pressão foi essa, você tão concentrada? Que elegância, você é chique de doer e gosto muito dos seus registros mais graves, são bonitos e brilhantes”, elogiou Iza.

Look escândalo de Iza

O post está na página do Instagram @iza.

Luli cantou Born This Way, de Lady Gaga, e surpreendeu.

"Hoje, assisti seu show. Comecei a imaginar você na estrada. Você tá sempre melhorando, sempre entrega tudo muito limpo para gente", disse a técnica.

Preferido por Iza desde o início, Victor Alves encerrou o time com a música Péssimo Negócio, de Dilsinho. Recebeu dela muitos elogios e os pontos adicionais, que acabaram garantindo a ele a ida para a final. Tiago Leifert não se conteve.

“Iza, você poderia ter decidido diferente. Diva, você foi a mais votada, tá?”, disse, demonstrando total apoio à Diva Menner.

A web não perdoou. No Twitter, o nome da cantora recifense foi parar nos assuntos mais comentados e as críticas à escolha de Iza tomaram conta da rede. No perfil da técnica no Instagram, mais uma avalanche de reclamações e muitas pessoas afirmando que deixariam de assistir ao programa e de seguí-la nas redes.

“Uma palavra para o seu voto hoje, no The Voice: aff”, escreveu um internauta.

 

“Roupa linda, estava linda, mas estragou tudo e se tornou péssima diante da escolha”, disse outro.

“Que isso, Iza? Eu te adoro, mas sua escolha foi péssima e você perdeu a oportunidade de quebrar a vitória do Teló”, afirmou uma seguidora.

“Poderia fazer história com a primeira trans na final do The Voice, mas preferiu o mais do mesmo”, disse outra.

Até tu, Teló?

O Time Teló encerrou a noite de semifinal com Douglas Ramalho ao som de Robbon in The Sky, de Steve Wonder; Glícia França, com A Menina Dança, de Baby do Brasil; Larissa Victorino, impecável, cantando Esqueça, de Fábio Jr; e

Manso, com Desconstrução, de Tiago Iorc.

O pentacampeão do reality deu o bônus para Douglas Ramalho, que foi para a final. Na web, espanto geral pelo que os internautas classificaram como primeiro grande deslize do sertanejo nesta edição.

“Ah, mão” Teló errar na escolha é sacanagem! A Larissa dominou o time, o Manso, foi ímpar e ele dá o bônus para o mais fraco?”, escreveu um expectador.

“Teremos a vitória do Time Brown graças às escolhas péssimas de Iza e Teló. Isso porque a Ed não estava bem e saiu do Time Lulu”, disse outro.

“Izrra campeão, Teló deixou”, afirmou um internauta.

Na quinta-feira (17), Izrra, Ana Canhoto, Victor Alves e Douglas Ramalho se apresentam na final. O público escolherá o grande vencedor que terá em sua conta bancária o prêmio de R$ 500 mil e um contrato com a gravadora Universal Music.