Notícias às 17:34

Felipe Neto revela ter doença genética: ‘Tenho que monitorar a vida inteira’

felipe neto sorri em foto

(Reprodução:Instagram)

Nesta sexta-feira (08), Felipe Neto revelou em seu Twitter que possui a doença genética hemocromatose incompleta heterozigótica, que é quando se tem uma alta concentração de ferro no sangue, o que pode gerar diversos problemas ao paciente. Felipe, que também é diagnosticado com depressão, TDAH e Ccrohn, contou que sabe do quadro desde o fim do ano passado e que já tem feito todo o tratamento necessário.

Veja+: Felipe Neto diz ter tido fala distorcida em polêmica com sertanejos

Não bastava depressão, doença de crohn e TDAH… Recentemente eu fui diagnosticado com hemocromatose incompleta heterozigótica. É uma mutação genética q resulta em alta concentração de ferro no meu sangue e pode trazer problemas”, disse ele. “Quando Deus me desenhou, ele tava de mau humor“, começou a dizer o Youtuber em tom descontraído na rede do pássaro azul.

Não fiquem preocupados, o médico me informou que minha forma da doença é ‘incompleta’, o que significa que resulta em alta concentração de ferro (ferritina), mas não a ponto de ser um drama“, continuou.

Veja+: Felipe Neto detona sertanejos e cantores rebatem

Vamos monitorar a vida inteira e manter dentro de um número ‘seguro’. Eu descobri a mutação genética no final de 2020, desde então venho tratando com meu médico e progredimos bem. Em janeiro, minha ferritina estava em 642,9 ng/mL. O valor saudável é entre 30 e 400. Mas fomos reduzindo e no exame de semana passada bateu 455,7. TGP reduzimos de 103 (janeiro) pra 81 (junho) Gama GT tá boa – 42. TGO reduzimos de 57 pra 33“, finalizou Felipe.

Justiça do Rio arquiva processo de Felipe Neto por corrupção de menores

Na terça-feira (2/06), a Justiça de Rio de Janeiro arquivou o processo contra o empresário e youtuber Felipe Neto por corrupção de menores ao considerar que não havia elementos que configurem o crime. A notícia foi informada pelo UOL, que teve acesso aos documentos.

De acordo com a Polícia Civil, o youtuber teria cometido o crime por não ter limitado a classificação etária de vídeos seus com conteúdo e linguajar inapropriado para menores.

No documento, o promotor Alexandre Themistocles, da 2ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Especializada, afirmou que o suposto crime não fez nenhuma vítima. “Não há nenhum elemento a autorizar o reconhecimento de que o investigado tenha agido para satisfazer a própria lascívia. Não há notícia da existência de qualquer vítima”, escreveu no parecer.