Notícias às 10:00

Filme live-action de Pinóquio já tem diretor

Reprodução

O cineasta vencedor do Oscar Robert Zemeckis assinou oficialmente para dirigir o remake live-action do filme 'Pinóquio', próxima produção da Disney.

O diretor de De Volta para o Futuro e Forrest Gump também co-escreverá a mais recente adaptação da história de Carlo Collodi sobre o fantoche que se torna uma criança real.

Sam Mendes e Paul King já estavam vinculados ao projeto. King renunciou no início do ano passado.

Tom Hanks estava em negociações para interpretar o carpinteiro Geppetto, criador de Pinóquio, no filme, mas não está claro se o projeto está avançando com Hanks.

O filme de live-action não é o único projeto de Pinóquio em andamento: Guillermo del Toro fez uma parceria com os chefes da Netflix para fazer sua estreia na direção de filmes de animação com uma versão renovada da história.

Pinóquio de Guillermo del Toro tem parábola política

O cineasta Guillermo del Toro relembra que 'foi a todos os estúdios de Hollywood' tentando vender sua ideia para um filme sobre o boneco, e que ninguém aceitou.

O cineasta de 54 anos vai levar o musical a Netflix, mas admite que não era a intenção original, já que ele foi negado pelos maiores estúdios de Hollywood antes de assinar com o serviço de streaming de vídeos.

Guillermo confessa que teve trabalho para vender seu remake da história italiana As Aventuras de Pinóquio – que foi transformado em um clássico animado da Disney em 1940 – porque seu projeto é uma parábola negra política 'durante a ascensão de Mussolini'.

Ele acrescentou: "Não é um Pinóquio para toda a família. É claro que é político. Pinóquio durante a ascensão de Mussolini, façam as contas. Um manequim durante o fascismo, sim, é político, por isso ninguém aceitou", justifica.