Notícias às 09:00

Gal Gadot não teve personagens feministas para se espelhar

Reprodução/Instagram

Gal Gadot pensa o tempo todo em suas filhas e como pode ajudá-las a se tornarem pessoas de bem e mulheres empoderadas. A atriz de Mulher-Maravilha 1984 afirmou que está feliz por ser uma parte na 'exposição' das crianças à mulheres fortes, sugerindo que graças à sua personagem na telona ela pode ser o link entre a feminilidade e a força. 

Gadot admite que ela própria cresceu sem ter muitas 'personagens feministas para se espelhar'. 

TV Fuxico: Babu Santana perde 10kg, entrevista com Gal Gadot e mais!

Ela disse: "Obviamente enquanto eu crescia não tinha muitas personagens femininas fortes nas quais eu poderia me espelhar. Eu lembro de ser uma criança medrosa. Eu tinha medo do escuro, e sempre que um ladrão aparecia, ou algo assim, meu pai, o Super-Homem, vinha salvar o dia. Eu nunca pensei que minha mãe – que é demais – poderia fazer isso também. E o fato de poder expor isso para as crianças, mulheres e homens, essa imagem de uma mulher que celebra a feminilidade e é forte, vai ter um impacto enorme." 

A atriz de 35 anos é mãe de Maya, de três anos, e Alma, de nove, com seu marido Yaron Varsano , e acha que é importante que os homens sejam 'educados' também, sobre o empoderamento feminino, para que tenham mais sucesso ao mudar a atual narrativa. 

Conversando com o jornal The Times, ela acrescentou: "Parece condescendente, eu sei e me levo a sério também, mas realmente me sinto desse jeito – quando todos falam sobre o empoderamento feminino, não podemos nos focar apenas nas garotas e mulheres sem educar os garotos e os homens. Estamos todos juntos nisso. Não somos inimigos. Então o fato de expor as pessoas através dessa personagem é importante. Porque eu nunca pensei que minha mãe fosse uma super-heroína. Só meu pai."

 Mulher-Maravilha 1984 estreia no Natal no cinema e na TV

Publicação de Gal Gadot dos bastidores de Mulher-Maravilha

Trabalho

 

Gal Gadot falou pela primeira vez da criação de suas filhas. A atriz de Mulher-Maravilha 1984 comentou que ensina as meninas, de nove e três anos, que 'ser famosa sem motivo não faz sentido'. 

A mãe de Alma e Maya, de seu casamento com Yaron Varsano, afirmou que cria as flhas – para entenderem que precisam trabalhar duro para desfrutar dos 'bons resultados' e avisou àqueles que procuram reconhecimento sem fazer 'algo real' que eles não vão sentir que são 'válidos', segundo o programa Entertainment Tonight. 

Ela disse: "Não existem atalhos, não tem um jeito fácil e não existe comida de graça. Você precisa trabalhar muito para curtir os bons resultados. Com as minhas filhas, eu quero que elas desfrutem do processo e saibam que está tudo bem se falharem, e que é maravilhoso seguir em frente e tentar de novo. Eu quero que elas tenham a motivação e o desejo de irem atrás do que quiserem ir atrás." 

"Às vezes eu vejo crianças ou adolescentes, e tudo que eles querem é ser famosos, mas não faz sentido… Você precisa fazer algo real, que vai te transbordar e fazer você se sentir valioso, e que vai deixar sua mente e seu cérebro estimulados. Não tem segredo. O segredo é que não tem segredo. Para conseguir algo maravilhoso, você precisa trabalhar muito", pontuou. 

Enquanto estava filmando Mulher-Maravilha 1984, Gal levou as meninas ao set de filmagens e disse que lá tinha uma 'atmosfera familiar', porque a diretora Patty Jenkins também levou sua família para lá. 

"Nos tornamos família. A família de Patty e a minha são bem próximas – nossos maridos, nossos filhos – e levamos todos eles ao set. As crianças ajudavam  (…) quando estávamos filmando em algum lugar, elas sempre estavam lá. Elas são parte do show, sabe? Não podemos fazer isso sozinhos".