Notícias às 01:30

Gil do Vigor diz que livro terá vocabulário com seus bordões

Reprodução TV Globo

O Fantástico deste domingo (16), mostrou a volta de Gilberto Nogueira a sua cidade Paulista, na grande Recife, no Pernambuco. O economista estava impressionado com a recepção das pessoas na rua.

“Não imaginei que ia estar assim”, disse ele. E depois brincou, quando tentou ir para sua casa.

“Fui para meu prédio e não sabia que tinha mudado de casa”, revelou.

Tudo porque dona Jacira, mãe do ex-BBB comprou novo apartamento enquanto ele estava confinado. Gil, que dentro da casa, dizia que o que mais queria era quitar as prestações da casa da mãe, contou que nem precisou fazer isso.

Minha mãe ficou famosa, começou a trabalhar como influencer, começou a ganhar dinheiro”, disse.

“Minha vida mudou da noite para o dia. Não esperava. Foi um choque”, contou Jacira. Ela também contou como foi a reação do filho famoso ao ver o novo apartamento.

“‘Mainha, pensei que fosse dormir naquele quarto quente’. Disse a ele: ‘Não, tem um arzinho pra você’. Nuca dormiu com ar-condicionado na vida”, disse ela toda orgulhosa.

Janielly, uma das irmãs de Gil, acabou herdando o antigo apartamento da família e contou como era o irmão antes da fama.

“Protetor e chato. Ele foi sempre aquele que ensinava, que queria educação, que queria todo mundo estudando, que queria todo mundo na faculdade”, falou.

Janielly, irmã, e Jacira, mãe de Gilberto em entrevista ao Fantástico

Lábia

A matéria mostrou que o ex-brother era um bom vendedor de seguros antes de entrar na casa mais vigiada do Brasil.

“Tinha um tchaki, tchaki diferente. Performava melhor que todos os consultores e batia todas as metas. Além de tudo estudava, era alegre e alegrava todo o ambiente”, contou Rose Cândido, sua antiga chefe.

E ele revelou como conquistou essa fama no emprego.

“Só chegava nos lugares e começava a conversar e pronto: estava o seguro fechado. Chegava mais cedo para usar o computador para estudar para passar no vestibular”, disse.

Estudos

Gilberto revelou como foi sacrificante e cansativa sua vida de estudante universitário, principalmente no tempo que perdia no transporte público.

“Só da Universidade para minha casa, somando ida e volta, dava umas 4 hora e meia, 5 horas. Todos os dias”, contou.

E o economista disse que não vai parar de estudar.

“A partir de setembro vou para a California, vou seguir meu PHD, vai ser minha prioridade”, revelou.

Novidades

Na semana passada apareceram as primeiras notícias de que um livro sobre a vida de Gil. Ele confirmou a obra, não quis revelar muitas novidades, mas deu um pequeno spoiler do que vem por aí.

“Não vou contar não, é segredo. Vai ter um capítulo sobre meus bordões. É como se fosse um vocabulário que criei explicando de onde vem o tchaki, tchaki, o basculho também”, explicou.

E sobre seu trabalho na Globo, já que agora ele é contratado da emissora, o economista também não quis abrir muito o jogo. Mas deu uma pista.

“Quando esse projeto estiver fechado, tiver batido o martelo, ai vocês vão saber. Mas acho que vai ter alguma coisa sobre economia, uma cachorrada aqui, outra cachorrada ali”, brincou.

Neymar e jogadores do Sport dançam Tchaki Tchaki em campo
Fiuk e Gil se reencontram pela primeira vez no 'Altas Horas'