Notícias às 19:28

Gilberto Nogueira vai ter livro: ‘Estou escrevendo minha história’

Divulgação/Globo Livros

Gilberto Nogueira anunciou, nas redes sociais, que fechou contrato com a Globo Livros e irá contar sua própria história em um livro.

“Brasiiiil! Eu quero contar uma novidade para vocês: estou escrevendo meu livro! Em um dia como esse – em que fui vítima de um ataque homofóbico – é cada vez mais importante contar minha história. Estava muito animado para contar isso para vocês. E com o que aconteceu hoje, meu livro – que será lançado pela Globo Livros – virou um ato de resistência também”, disse Gil se referindo a um ataque sofrido nas redes sociais.

 

O livro receberá o nome de “Tem que vigorar!” e contará a história de vida do economista pernambucano que ganhou o coração de todo o País. Gil vai contar sobre sua fé, os períodos de dificuldade e luta de sua família e como era a rotina como missionário mórmon. O livro, claro, também vai trazer detalhes da participação de Gil na casa mais vigiada do Brasil e seu processo de descoberta e autoconhecimento como um homem gay.

"Eu estou escrevendo minha história. A Globo Livros está me dando essa oportunidade de ter meu livro. Vai ter muita fé, muito vigor e muita cachorrada!", afirmou Gil.

Dias atrás, Gil assinou contrato com a TV Globo. Ele deve comandar um quadro no programa de Fátima Bernardes.

O ataque homofóbico

Gilberto Nogueira sempre deixou claro todo o seu amor pelo time de coração, o Sport Clube Recife. No entanto, nesta sexta-feira (14), o ex-bbb teve de lidar com algo bastante delicado envolvendo o clube. Tudo isto porque foi vazado na web um áudio de um conselheiro do Sport Recife, Flávio Koury, em que o mesmo alegava que o comportamento do economista era uma "desmoralização" para o time.

"Primeiro ataque homofóbico que me deparo após o BBB e posso garantir, ainda machuca MUITO! Mas sigo firme e providências serão tomadas. Tirando o dia off para não perder minha alegria por tudo que venho vivendo…… É muita dor!", desabafou GIl no Twitter.

O pernambucano, inclusve, havia postado recentemente uma foto com a camisa do clube.

"Estamos do seu lado sempre!!! Você nos ensinou a vigorar. Então tire o seu tempo e volte revigorado pra gnt fazer justiça!!! Te amo!!!", respondeu Deborah Secco em apoio ao ex-brother.

A tag "Gil merece respeito" também entrou em alta, se tornando uma das mais comentadas do Twitter após o ocorrido. O clube ainda não se manifestou oficialmente sobre a situação.