Notícias às 17:33

Gottino pede desculpas ao vivo para Gabriela Prioli, na CNN

Reprodução/CNN

Nesta segunda-feira (30), Reinaldo Gottino, apresentador da CNN, começou o quadro Grande Debate, do canal a cabo, com um pedido de desculpas a Gabriela Prioli, ex-comentarista do programa.

Mari Palma é afastada da CNN por estar com coronavírus

"Entramos na terceira semana do 'Grande Debate', quadro que já era sucesso nos EUA, e caiu nas graças do brasileiro justamente por oferecer pluralidade de ideias, ponto e contraponto. Eu, como mediador, não estou aqui para julgar as qualidades de cada um, muito menos interromper ou ser desrespeitoso. Quero aproveitar este momento de fala para pedir desculpas para a minha colega Gabriela Prioli, por quem tenho uma enorme admiração", disse.

Desde a estreia, CNN acumula mais de 48 horas em primeiro lugar

Recentemente, o jornalista, que faz mediação do debate, chegou a interromper a fala de Gabriela em alguns momentos, enquanto ela confrontava os argumentos de Tomé Abduch. Ela, inclusive, chegou a pedir demissão pelo ocorrido.

No último domingo (29), Prioli foi às redes sociais e fez um grande desabafo após sua saída do programa. Em suas palavras, ela deixa claro que ficou bem incomodada com o que havia acontecido.

"Queridos antigos e novos amigos, os últimos dois dias foram de muita reflexão. Não é fácil ser firme no início de um projeto profissional, mas é impossível não me comportar segundo aquilo que eu defendo, apesar das possíveis consequências. Eu digo a vocês, de forma reiterada, para se posicionarem, serem firmes e não cederem diante de comportamentos que vocês considerem inadequados. Se agora, quando a vida demanda isso de mim, eu agisse de outra forma, estaria sendo hipócrita", começou.

“Em mais de uma oportunidade tive que me posicionar cobrando respeito ao meu espaço de fala. É preciso ser mais contundente. O meu compromisso é com um debate racional, prospectivo, informativo e respeitoso”, acrescentou.

“Não consigo atingir o meu objetivo se for constrangida e não posso seguir participando do debate sem que a convicção sobre a gravidade do constrangimento não seja só minha, mas de todos os envolvidos, na frente e atrás das câmeras. Não posso legitimar que o achismo seja equiparado ao conhecimento científico nem contribuir para acirrar a polarização”, afirmou.

William Waack é substituído na bancada da CNN

Por fim, ela contou que continuará fazendo suas análises pelas redes sociais.

“Seguirei, por enquanto, dividindo com vocês as minhas análises nas minhas redes e pensando em outras formas para podermos interagir e evoluir com qualidade. Nessas últimas duas semanas o nosso grupo cresceu e isso me traz profunda satisfação. O meu maior prazer é essa troca que tenho com vocês. Fica aqui então o meu muito obrigada. Nos posicionar é a forma que nós temos de conscientizar o mundo daquilo que nós consideramos fundamental”, finalizou.

Veja o vídeo!